Connect with us

Manaus, AM,

POLICIAL

Justiça converte prisão em flagrante do delegado que assassinou o advogado em prisão preventiva

Publicado

em

Na tarde deste sábado (25) a prisão em flagrante do delegado Gustavo de Castro Sotero, 40, que matou o advogado Wilson Justo, 35, e baleou outras três vítimas no Porão do Alemão, zona oeste de Manaus, foi convertida em prisão preventiva. 

O delegado foi encaminhado para carceragem da Delegacia Geral, localizada na avenida Pedro Teixeira, em frente ao Sambódromo, após a audiência de custódia realizada no Fórum Henoch Reis. O acusado foi escoltado pelo Grupo Fera e policiais da Rocam.

A Ordem dos Advogados do Brasil informou que vai entrar com uma ação para que o delegado seja encaminhado para o sistema prisional. 

Em depoimento, o delegado afirmou que fez os disparos em ‘legítima defesa’ após ser agredido com um soco pelo advogado.

Houve protesto em frente à sede do Fórum Henoch Reis pedindo justiça pela morte do advogado. 

Publicidade

Mais Lidas