Connect with us

Manaus, AM,

MUNDO

Homem diz que se curou de câncer após aderir ao veganismo

Publicado

em

Rob Mooberry, de 43 anos, que é bartender em Las Vegas, disse que o veganismo salvou a sua vida. Depois de ser diagnosticado com câncer no intestino e ter ouvido dos médicos que teria apenas algumas semanas de vida, o homem mudou drasticamente sua alimentação e pausou os tratamentos convencionais. Em poucos meses, a doença havia recuado 80%, e com mais um ano, estava completamente curado, segundo informações do Daily Mail.

O homem tinha mudado há um ano de Los Angeles, e estava em um novo relacionamento com uma colega de trabalho, Amanda, quando recebeu o diagnóstico, em 2012. O homem afirma que tinha um estilo de vida saudável, e foi pego de surpresa com a notícia, apesar de ter sentido alguns dos sintomas durante os últimos dois anos.

Os médicos disseram para sua namorada que ele tinha apenas 8% de chance de sobreviver. As células cancerígenas já tinham se espalhado até o fígado. Após realizar uma cirurgia e algumas fases da radioterapia e quimioterapia, Rob sentiu a necessidade de fazer um detox. Desde o início do tratamento, ele já havia adotado uma dieta vegetariana, seguindo o exemplo de sua companheira.

Quando suspendeu completamente as medicações, o paciente migrou para o veganismo. Aderiu uma dieta baseada em plantas e vegetais alcalinos, cortou o açúcar e comidas processadas. No início de 2013, ao voltar ao consultório para acompanhar a evolução da doença, descobriu que o câncer estava em regressão e tinha recuado 80%. Apesar do apelo dos médicos, ele não retomou o tratamento.

Em 2014, ele estava completamente curado. Agora, casado, Rob é pai de um casal de gêmeos, e comanda uma pequena instituição de caridade para ajudar na luta contra o câncer. O homem reforça que não recomenda que ninguém largue os tratamentos convencionais e corra atrás do veganismo como solução para doenças. O bartender apenas considera importante que as pessoas tenham acesso a informações e conheçam todas as suas opções. As informações são do Metrópoles.

Publicidade
Publicidade

Mais Lidas