Connect with us

Manaus, AM,

MUNDO

Vídeo: Homem filma e obriga a namorada a andar nua na rua

Publicado

em

Uma mulher de 25 anos foi obrigada a andar nua em uma rua de Nova York pelo seu ex-namorado (enquanto ainda estavam juntos). De acordo com o portal britânico Daily Mail , a mulher, que não teve o nome divulgado, foi torturada durante duas horas e teve que tirar suas roupas para andar no bairro do Harlem, tudo por ter recebido uma mensagem de outro homem. Com informações Último Segundo.

https://www.youtube.com/watch?v=UcRhHhhpBvQ

A vítima disse que sofre violência doméstica desde 2015. Ela conta que foi enforcada, humilhada e ameaçada de morte, antes de ser obrigada a protagonizar a cena absurda.

Jason Melo, o namorado da mulher, ainda tentou lucrar com os acessos do vídeo. Ele foi condenado pelo tribunal e corre risco de cumprir uma pena de 7 anos de prisão.

A mulher denunciou o ex-namorado abusivo de 26 anos após uma série de agressões, e a partir de então, Jason Melo foi preso e uma investigação instaurada. “Ele segurou o meu pescoço e o apertou muito forte. Eu comecei a perder o fôlego”, a americana testemunhou durante uma das audiências, que aconteceu na última segunda-feira (11).

Antes de obrigá-la a tirar suas roupas e filmá-la andando pelada em Nova York, o homem também disse muitas coisas, “como que eu era uma vadia, que ele poderia me matar naquele momento e que era capaz de fazer qualquer coisa”. Além disso, Melo também a teria ameaçado com uma pesada estátua, tudo porque ele viu mensagens de outro homem no celular da namorada. 

O vídeo da mulher caminhando nua foi publicada em redes sociais como o Instagram e o LiveLeak. De início, ela aparece enrolada em uma toalha enquanto o homem diz “tire essa toalha! Coopere, vadia. Mostre o que você é, tão bonita e incrível. Ela é ácida. Vamos. Vamos. Diga oi para a câmera e fale que você vai fazer isso”.

“Pague o preço pela sua vergonha!”, ele grita durante filmagem. “Você vai ter que pagar o preço por ser uma vadia. Como você é uma, você vai pagar como uma vadia”, Melo continua.

 

Mais Lidas