Connect with us

Manaus, AM,

BRASIL

Jovem mata índio a pauladas após ele ‘mexer’ com seu cachorro

Publicado

em

Gilmar César de Lima, 22 anos, foi preso na última sexta-feira (12/1) suspeito de matar o professor indígena Marcondes Namblá, 36 anos, em Gaspar, cerca de 50 quilômetros de Balneário Camboriú, no litoral norte da Santa Catarina. 

O crime ocorreu na madrugada do primeiro dia do ano e teve grande repercussão depois que imagens registradas por câmeras de segurança vieram a público.

Segundo a Polícia Civil, o suspeito admitiu ser o autor do crime, cometido por motivo fútil. “Ele alegou que a vítima mexeu com seu cachorro”, revelou o delegado responsável pelo inquérito, Douglas Barroco, descartando a hipótese de o professor ter sido assassinado pelo fato de ser índio.

De acordo com o delegado, Lima já era procurado antes mesmo de matar o professor indígena e havia um mandado de prisão em aberto contra ele, por tentativa de homicídio. Ele foi encontrado escondido na casa de uma irmã, a cerca de 50 quilômetros do local onde Namblá foi morto.

Encontrado desacordado e com suspeita de traumatismo craniano, o índio foi levado pelo Corpo de Bombeiros para o Hospital Marieta Konder Bornhaunsen, em Itajaí, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Fonte: Agência Brasil 

Publicidade

Mais Lidas