Connect with us

Manaus, AM,

MUNDO

Mulher morre após marido usar ‘bomba-morteiro’ como brinquedo sexual

Publicado

em

O que deveria terminar em prazer entre quatro paredes, acabou em uma noite trágica depois que um casal tentou fazer uso de uma bomba-morteiro como “brinquedo sexual”. O caso aconteceu no Peru. Com informações do Extra.

O médico Ruben Valera Cornejo foi preso nesta semana acusado de matar a própria esposa depois de fazer uso do artefato durante o ato. A mulher dele morreu na residência do casal por hemorragia interna, em Arequipa.

Depoimento

Segundo a polícia da região, em depoimento o médico alegou que não se lembrava muito bem sobre o que teria acontecido na noite anterior em que a esposa dele, Alisson Llerena de Mendiburu, morreu porque os dois teriam consumido bastante bebida alcoólica.

Com o pouco que ele conseguiu lembrar, Ruben afirmou que a esposa teria pedido que ele transformasse alguns dos objetos da residência em brinquedos sexuais. A polícia informou também que ele só teria percebido a morte da companheira ao acordar pela manhã.

Investigação

Durante investigação, os agentes da polícia encontraram sangue e pelos pubianos na bomba-morteiro, uma arma leve de artilharia para alvos de curto alcance, que tem 40cm de comprimento e 6cm de largura. O artefato estava junto de objetos sexuais, dentro de uma bolsa.

Segundo o chefe de polícia de Arequipa, Javier Arana, “a bomba-morteiro estava inativa e servia apenas como ornamento na residência do casal. A causa mais provável da morte da esposa é de hemorragia interna”.

 

Publicidade
Publicidade

Mais Lidas