Connect with us

Manaus, AM,

BRASIL

‘Apanhei demais’, diz namorada de empresário que se matou após agredi-la em motel

Publicado

em

Após ficar 12 dias internada, a estudante Pollyana Cristine Carvalho, 32 anos, recebeu alta do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). A mulher ficou gravemente ferida após um desentendimento com o seu namorado, o empresário Jean Carlos Lopes, 44, no quarto de um motel no Setor Jardim Helvécia, em Aparecida de Goiânia (GO).

O caso continua sendo investigado pela Polícia Civil de Goiás. Ela teve cortes na cabeça, pescoço, braços, pernas e rosto.

Em reportagem à TV Anhanguera, Pollyana lembrou os momentos de pânico que viveu dentro do quarto. Segundo a vítima, o namorado havia bebido e começou a agressão, por pensar que ela estava em outro relacionamento, assim que o casal chegou ao motel. “Continuava me xingando. Disse que não pararia e que iríamos morrer lá dentro naquele dia”, contou a estudante.

“Quando eu peguei na maçaneta para ir embora, ele me puxou pelos cabelos e me jogou em cima da cama, me xingando e me socando. Em seguida, pegou uma garrafa e a quebrou. Saiu uma ponta nela e ele já enfiou no meu pescoço”, relembrou.

A estudante contou à reportagem que se escondeu embaixo da cama para fugir das agressões do namorado. Nesse momento, segundo ela, Jean teria se matado com um golpe no pescoço.

No ano passado, a estudante registrou vários boletins de ocorrência contra o namorado por ter sido agredida. No dia do crime, a Polícia Civil confirmou que o homem possuía um extenso histórico por agredir Pollyana.

 

Mais Lidas