Connect with us

Manaus, AM,

AMAZONAS

Família descobre o motivo do assassinato brutal de adolescente de 13 anos

Publicado

em

Manaus|AM – Naldo da Silva e Silva, 35 anos, é acusado de matar o enteado, Carlos Eduardo da Silva Martins, 13, na noite de domingo, 18/03, na rua Beira Alta, no beco São Francisco, bairro Mauazinho, zona leste da capital. 

O crime aconteceu quando o padrasto e o jovem estavam sozinhos na casa onde moravam e teria sido motivado por um vídeo.

Naldo foi preso, mas negou a autoria do crime e afirmou que encontrou o enteado enforcado no punho de uma rede. O homem e o garoto tinham uma relação conturbada, de acordo com familiares. As informações são do Expresso AM.

Segundo investigações iniciais o homem teria assassinado o próprio enteado após descobrir que o adolescente teria um suposto vídeo onde ele aparece traindo sua companheira. O padrasto ameaçou o enteado e os dois travaram luta corporal que acabou na morte do adolescente. O laudo do instituto Médico Legal (IML) aponta que a vítima ainda tentou fugir pois havia lesões e arranhões no joelho e nos braços demonstrando que o garoto tentou fugir mais foi arrastada pra dentro da casa onde foi enforcado até a morte.

Padrasto contesta versão

Em sua defesa Naldo da Silva e Silva, de 35 anos, alegou que encontrou o adolescente já enforcado se debatendo entre os punhos da rede. No entanto o homem entrou em contradição ao prestar depoimento no 29º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Naldo alegou que o garoto teria tomado um açaí e acabou passando mal por isso ele resolveu chamar os vizinhos que levaram a vítima ainda com vida ao Hospital Pronto-Socorro da Criança Joãozinho, que não resistiu e morreu ao dar entrada unidade de saúde.

Após prestar depoimento o suspeito foi preso e encaminhado para a Delegacia Especializada em Proteção a Criança e ao Adolescente (Depca), que investiga o caso.

Mais Lidas