Connect with us

Manaus, AM,

AMAZONAS

Arthur Neto e Elisabeth Valeiko visitam menor bebê prematuro do Amazonas

Publicado

em

Manaus – A menor criança prematura a nascer e a receber alta no estado do Amazonas veio ao mundo pelas mãos da equipe médica da Maternidade Municipal Moura Tapajóz e, nesta sexta-feira, 23, recebeu a visita de cortesia do prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, da primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro e do secretário-chefe da Casa Civil, Arthur Bisneto.

A história de luta, vida e superação da pequena Ieda Valentina Martins Trindade, que nasceu com 445 gramas e 29 centímetros, em 29 de dezembro do ano passado chamou a atenção pelo ineditismo e comoveu a todos, porque 80% das crianças que nascem com menos de 500 gramas vão a óbito.

Valentina deve receber alta na próxima segunda-feira, 26, porque já está pesando 1,750 kg e não possui impedimentos físicos ou neurológicos que justifiquem a permanência dela na unidade hospitalar.

Conforme a coordenadora da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neo Natal da Moura Tapajóz, a médica neonatologista Paula Célia Dias Menezes, a partir da alta hospitalar, Valentina passa a ser acompanhada pela equipe multiprofissional da maternidade municipal até completar dois anos de vida.

Segundo a médica, mesmo com a prematuridade e o baixo peso extremos, considerando os parâmetros médicos estabelecidos, o quadro de saúde de Valentina evolui muito bem.

E foi também em reconhecimento ao comprometimento da equipe médica do hospital municipal que o prefeito Arthur, a primeira-dama Elisabeth e o secretário Arthur Bisneto estiveram na maternidade nesta sexta-feira. De acordo com o prefeito, os cuidados da equipe médica, comandada pela doutora Paula Célia, ajudaram para que o milagre na vida de Valentina acontecesse.

Ele ressaltou também que o cumprimento do dever primeiro da Moura Tapajóz, que é o de preservar vidas, permitiu com que a Prefeitura de Manaus cumprisse com o seu dever em conjunto.   

“Eu me sinto num momento muito particular de felicidade porque é uma maternidade pública municipal. Isso deveria até ser um trabalho do Governo do Estado e não da prefeitura, mas a gente aceita de bom grado. A Moura Tapajóz está indo muito bem, vai entrar em reforma e o fato de ter uma equipe muito boa, qualificada e que cuidou muito pessoalmente da Valentina ajudaram a operar esse milagre, esse milagre da vida. É uma vida que foi salva, é uma família que fica realizada, somos nós da Prefeitura de Manaus, profissionalmente dizendo, que cumprimos com nosso dever em conjunto”, afirmou.

Para a primeira-dama e presidente do Fundo Manaus Solidária, Elisabeth Valeiko, a coragem e a vontade de viver de Valentina por si só já chamam a atenção, mas ao se conhecer as particularidades do caso deste bebê e da quantidade de pessoas envolvidas nessa luta pela vida, entende-se que muitos milagres acontecem no dia a dia “pelas mãos” dos profissionais da maternidade.  

“Sempre tive boas referências da maternidade Moura Tapajóz e da sua equipe de profissionais, mas quando soube do caso da Valentina, tive ainda mais vontade de conhecer de perto quem são essas pessoas que se dedicam tanto para que a vida prevaleça sempre. O caso da Valentina, que está com alta prevista para segunda-feira, me faz agradecer, primeiramente a Deus, em segundo lugar aos profissionais da maternidade, além de fazer um reconhecimento público a Ide Martins e ao Claudecy Trindade, pais da Valentina, que estão nesta luta com ela e que acreditaram que ela venceria e hoje estão com esse pequeno milagre nos braços”, destacou a primeira-dama.

O mesmo sentimento de gratidão aos profissionais envolvidos nos cuidados com a Valentina e com os demais bebês prematuros internados na Moura Tapajóz foi compartilhado pelo secretário-chefe da Casa Civil, Arthur Bisneto.

Conforme Bisneto, a presença do prefeito Arthur, da primeira-dama e dele no local foi para dar mais forças a Valentina, como também para reconhecer os esforços e a dedicação aos profissionais da Moura Tapajóz que, em conjunto com a família e com a própria Valentina, tanto lutaram para que todas as dificuldades fossem superadas e para que ela se recuperasse em um tempo tão curto.

Publicidade

Mais Lidas