Connect with us

Manaus, AM,

POLICIAL

Ex-secretária deve ser solta nesta segunda após juiz negar prorrogação de prisão

Publicado

em

Manaus – O juiz da 4ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM),  Glen Paulain Machado, concedeu liminar para soltura da ex-secretária de Infraestrutura (Seinfra) do Governo do Estado Waldívia Alencar, presa na operação “Concreto Armado”, do Ministério Público estadual (MP-AM) e Polícia Civil, na última quarta-feira (18).

Waldívia é acusada de comandar um esquema de lavagem de dinheiro e associação criminosa enquanto secretária de Estado.  As investigações também revelaram um patrimônio milionário da ex-secretária, avaliado em R$ 11 milhões, incompatível com os seus rendimentos.

A ação de revogação da prisão temporária foi movida pela defesa da ex-secretária, o escritório de advocacia Chixaro Luz Advogados Associados, que solicitou caso o juiz não concedesse revogação, que pelo menos não prorrogasse a prisão temporária (cinco dias), como opinou o Ministério Público.

Em despacho assinado neste sábado (21), às 15h38. Glen Machado considerou que as razões que motivaram a prisão de Waldívia “diminuíram de forma notória” e que não há por que prorrogar a temporária. O juíz também não vê razão, neste momento, de agravamento da prisão temporária para preventiva.

A advogada Carla Luz ressaltou a importância dessa decisão. “A decisão acatou um pedido subsidiário da defesa para que o juiz não prorrogasse a prisão temporária. Justa e acertada a decisão na medida em que reconheceu inexistentes os requisitos para a manutenção da medida extrema.”.

Confira o despacho do juiz:

 

Fonte: Portal do Marcos Santos 

 

Mais Lidas