Connect with us

Manaus, AM,

POLICIAL

Último suspeito na morte de sargento da PM diz que não tinha intenção de matar a vítima

Publicado

em

Manaus – Marcley Moraes de Souza, 20 anos, último suspeito de envolvimento na morte do sargento da Polícia Militar (PM) Luiz Carlos da Silva Costa, 56 anos, se entregou na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) na tarde desta terça-feira, 25.

De acordo com informações da polícia, o fugitivo se apresentou espontaneamente, na presença de um advogado. Em vídeo, ele pede desculpas aos familiares da vítima e diz que a mulher dele está grávida. “Minha intenção era só pegar o celular e vender porque minha mulher está grávida”.

Assista:

Na madrugada de domingo, o outro suspeito Joelson Ferreira Soares, 23, também se entregou na Delegacia de Homicídios a pedido de familiares. Na manhã de segunda-feira, 24/6, foi a vez de Charles Sanches Morais, 27, se entregar.

Marcley, Joelson e Charles haviam sido soltos, na última sexta-feira, 21/6, durante audiência de custódia, assinada pela juíza Ana Paula de Medeiros Braga. No sábado, a juíza do Plantão Criminal Luciana Nasser, decretou novamente a prisão do trio.

Marcley, segundo consta no site do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) já respondia a um processo, desde 2017, pelo crime de roubo.  Quem tiver informações que possam ajudar a localizar e prender o homem pode denunciar ao DISK-181, da Secretaria de Segurança Pública. O nome será mantido em sigilo.

Morte

O sargento Luiz Carlos foi morto com dez tiros, no último dia 19, após o quarteto tê-lo rendido na porta de uma loja de eletroeletrônicos, na zona Leste de Manaus. Após o crime, o grupo conseguiu fugir levando apenas a pistola do policial, que já estava na reserva.

Mais Lidas