Connect with us

Manaus, AM,

EDUCAÇÃO

Em reordenamento da rede, Secretaria de Educação economiza em aluguel e ocupa salas de aulas vazias na zona sul de Manaus

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Educação está reorganizando o funcionamento da Escola Estadual Tiradentes, localizada no Petrópolis, zona Sul de Manaus, para o ano letivo 2020. Cerca de 1 mil estudantes de Ensino Fundamental 2 e Médio, atendidos em 2019, estão sendo redirecionados para 14 unidades de ensino que dispõem de vagas e salas de aulas vazias nos bairros Petrópolis, Cachoeirinha, São Francisco, Japiim, Betânia e Crespo.

Com o processo de reordenamento, estão sendo ofertadas 1.825 vagas nas escolas da área. Segundo o secretário de educação, Vicente Nogueira, o procedimento é comum e acontece principalmente ao final dos períodos letivos. “O reordenamento é um procedimento que visa à otimização do espaço público para garantir a melhoria do desenvolvimento das atividades educacionais, o acesso e permanência dos estudantes em sala de aula”, destacou.

A escola, que atendia um público muito abaixo da sua capacidade, permanecerá com o mesmo nome e passará a atender cerca de 1,8 mil estudantes de Ensino Fundamental I que antes estavam alocados em um prédio alugado como anexo do Colégio Militar da Polícia Militar 1 (CMPM 1). Com as mudanças, a secretaria garante a economia de mais de R$ 1 milhão no aluguel anual de um imóvel.

Além de não haver imóvel adequado na região para atender a demanda, não era interessante que a secretaria mantivesse um novo aluguel havendo vagas e salas de aulas disponíveis na área. “A decisão de não alugar mais o prédio veio da proprietária e nos fez adiantar um processo necessário, que aconteceria naturalmente. Com isso, verificamos que a escola estava com salas de aula vazias e atendendo abaixo da sua capacidade”, explicou.

Na última segunda-feira (23), a secretaria reuniu com a comunidade escolar para explicar as possibilidades e ajustar as necessidades. Com a mudança, a escola passa a adotar o regime militar em parceria com a Polícia Militar do Amazonas (PMAM), que já atua no anexo que será realocado.

As mudanças de matrículas estão sendo feitas conforme o período de reordenamento previsto pela Secretaria de Educação, que acontece desde o dia 19 de dezembro até 6 de janeiro na rede estadual. “Os pais estão sendo informados da disposição das unidades, com o intuito de garantir a mudança para a unidade que melhor atenda cada família”, afirmou a secretária Arlete Mendonça.

Unidades de ensino – Somente para a Escola Estadual Antenor Sarmento, localizada na avenida Urucará, no bairro Cachoeirinha, zona sul de Manaus, estão sendo oferecidas 850 vagas de Ensino Fundamental 2 e Ensino Médio. “É a unidade que tem mais salas disponíveis e possibilidade de abertura de turmas”, ressaltou a secretária da capital. A unidade pode receber maior parte dos estudantes remanejados.

Estão sendo ofertadas vagas na escolas estaduais: Carvalho Leal, Getúlio Vargas, Padre Agostino Martin, Milburges Araújo, Marcio Nery, Angelo Ramazzotti, 1º de Maio, Balbina Mestrinho, Ondina de Paula Ribeiro, Luis de Camões, Lucinda Felix de Azevedo, Senador Cunha Melo, Ruy Araújo.

Lotação – Quanto aos 110 profissionais do magistério que atuam na Escola Estadual Tiradentes, em reunião realizada no último dia 23 de dezembro, a Secretaria de Educação explicou a necessidade do reordenamento e garantiu que os próprios profissionais indicassem a instituição de ensino em que desejam lecionar. No mesmo dia, a Coordenadoria Distrital de Educação 2 (CDE 2) iniciou o procedimento de lotação com o Departamento de Gestão de Pessoas (DGP) da secretaria. Todos os profissionais estão sendo atendidos conforme suas indicações e necessidades.

Mais Lidas