Connect with us

Manaus, AM,

CORONAVÍRUS

Pesquisadores disponibilizam portal como fonte confiável para combater desinformação

Publicado

em

Amazonas – Pensando em oferecer para a sociedade um instrumento que contenha informações seguras e de credibilidade, um grupo de pesquisadores da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), por meio do grupo de pesquisa Gestão da Informação e do Conhecimento na Amazônia (Gica) da Faculdade de Informação e Comunicação (FIC) e o Sistema de Bibliotecas (Sistebib/Ufam), reuniram-se e desenvolveram uma ferramenta que pode servir de referencial para muitas pesquisas, trabalhos, grupos de estudo, fontes para a imprensa, dentre outras funcionalidades.

A iniciativa conta com a parceria da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti) do Governo do Amazonas. Para conhecer o conjunto das 19 iniciativas selecionadas e se conectar às informações que cada um desses recursos oferecem, basta acessar o link https://gica.ufam.edu.br/index.php?option=com_content&view=article&id=101&catid=57

A ideia foi elaborada em função da pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19) que trouxe junto com ela, um enorme volume de informações, sobrecarregam o dia a dia da população. Além disso, em tempos de desinformação (as chamadas: fake news) e com muitas mensagens desencontradas chegando a todo o momento, fica difícil saber em quem acreditar.

Uma das idealizadoras da iniciativa, a professora-doutora Célia Regina Simonetti Barbalho, do curso de Biblioteconomia da Ufam, revela que a parceria com a Sedecti, por meio da Secretaria Executiva de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) foi estabelecida para disponibilizar um material rico, produzido por cientistas de diversos lugares do mundo e com maior possibilidade de difusão das pesquisas de credibilidade.

“Trata-se de uma relação de 19 iniciativas, com uma breve descrição e seus respectivos links (endereços de sites) para que todos os interessados possam conectar-se a um conjunto de informações verídicas, produzidas por pessoas sérias e competentes, e que estão disponíveis nos formatos de artigo, livro, podcasts, cursos on line, relatos de casos, entrevistas, vídeos, enfim. É um conjunto completo de recursos informacionais que irão permitir a todos que acessarem, o conhecimento sobre a questão da pandemia causada pela Covid-19”, explica a cientista.

Para Tatiana Schor, secretária executiva de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado, a ciência no Amazonas vem mostrando resultados louváveis, principalmente, nesse momento de crise na saúde pública. “A importância da articulação envolvendo a parceria entre a Secti e a Ufam vem dar um apoio maior para as ações que a ciência tem feito no Amazonas e seus benefícios para a população. Parcerias com essa são essenciais neste momento. Nunca a saúde precisou tanto da ciência como agora, e as informações de credibilidade trazem um melhor embasamento para a sociedade”, destacou a secretária.

Acesso gratuito – Outra razão para a reunião desses dados, segundo a professora Célia Barbalho, foi a de promover uma ampla divulgação para que todos os interessados possam acessar as informações de forma gratuita. “Nossa população enfrenta um problema social muito sério com a circulação de mensagens falsas que geram, além da desinformação, a confusão, o medo, a especulação e que não apresentam qualquer embasamento científico, tornando mais urgente identificar fontes de informação que sejam confiáveis”, destacou a Doutora em Comunicação e Semiótica.

Base de Dados – No site existe uma extensa base de dados e material de editores com portais e plataformas que comercializam informações de relevado valor científico. Esses, passaram a disponibilizar, gratuitamente, o acesso à estudos sobre o novo coronavírus.

Célia reforçou ainda que, com o uso das informações disponíveis nesse recurso, pode-se evitar uma “pandemia de desinformação”, além de colaborar com o trabalho de milhares de pesquisadores e cientistas do mundo todo que estão em busca de uma medicação ou da vacina para combater à Covid-19.
O conjunto dos conteúdos disponíveis reúne mais de 30.000 registros que crescem a cada dia, uma vez que as bases, plataformas e portais são atualizados diariamente, com as novas informações científicas disponibilizadas pelos pesquisadores e cientistas de todo o planeta.

Mais informações: Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti): Vera Lúcia Pinto (2126-1246 e 99984-8168) e Sídia Ambrósio (98152-8252).

Mais Lidas