Connect with us

Manaus, AM,

SAÚDE

Cerca de 500 pessoas passam por triagem de sintomas gripais na FCecon, por dia

Publicado

em

Manaus – Diariamente, cerca de 500 pacientes e acompanhantes passam por triagem para detecção de sintomas gripais antes de consultas e procedimentos ambulatoriais na Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon). A medida é uma das ações da Fundação para prevenção ao novo coronavírus dentro do ambiente hospitalar.

A triagem é feita por enfermeiros desde o dia 8 de abril e consiste em um breve questionário para verificar se o usuário do sistema de saúde teve febre e outros sintomas de gripe, o que pode indicar a Covid-19. O paciente e o acompanhante também têm a temperatura aferida antes de entrar no hospital.

Os pacientes que tiverem sintomas de gripe, como febre, são encaminhados para o serviço de Urgência da FCecon para averiguação. Os acompanhantes com sinais de gripe são orientados a procurarem atendimento na Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima.

Segurança – A implantação da triagem é uma medida para garantir segurança a quem faz tratamento oncológico na FCecon. “É um projeto-piloto para garantir condições de segurança em saúde dentro do Ambulatório, onde mais circulam pacientes e acompanhantes. Por dia, temos recebido em torno de 500 pessoas circulando no local para consultas, quimioterapia e coleta de exame de sangue, durante este período de pandemia”, explica a gerente do Ambulatório, enfermeira Maura Negreiros.

Além da implantação da triagem, desde o dia 8 de abril, as consultas com especialistas são realizadas com horário marcado, uma forma de reduzir a aglomeração nas dependências da FCecon.

Sinalização – Também foi realizado o reforço da sinalização do Ambulatório, pelo Serviço de Assessoria em Segurança e Medicina do Trabalho que atua na unidade, seguindo orientação técnica. No chão, estão sinalizados quadrados para que os usuários mantenham distância uns dos outros, uma das recomendações do Ministério da Saúde (MS) para evitar o contágio com o novo coronavírus.

Pacientes e acompanhantes que adentram a Fundação Cecon também recebem um adesivo que indica com nome e cor o serviço que farão na instituição, como consultas, quimioterapia e coleta de sangue.

Estrutura – Estão implantadas no estacionamento da FCecon tendas cedidas pelo Comando Militar da Amazônia (CMA), para que os pacientes aguardem a entrada no Ambulatório, quando necessário. As ONGs Rede Feminina de Combate ao Câncer do Amazonas (RFCCAM) e Liga Amazonense Contra o Câncer (Lacc) estão apoiando a ação com a estrutura, como ventiladores industriais e banheiro químico, além de pessoal que auxilia na orientação ao público. As organizações também estão doando álcool em gel aos pacientes.

Mais Lidas