Connect with us

Manaus, AM,

SAÚDE

Sem protocolo oficial de doação à Cema, ALE-AM entregou EPIs diretamente a profissionais de saúde

Publicado

em

Sobre a acusação do presidente da Assembleia Legislativa (ALE-AM), Josué Neto, de que o Estado está “mandando queimar ou trancar” EPIs doados pela iniciativa privada e pela ALE-AM, a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) reforça que a informação não é verdadeira e esclarece que nenhuma doção feita pelo legislativo estadual foi recebida pela Central de Medicamentos do Amazonas (Cema), responsável por controlar a entrada e saída de medicamentos e insumos adquiridos e doados ao Governo do Amazonas.

Porém, na última segunda-feira (27/04), após serem convidados por uma funcionária da casa legislativa estadual, que se identificou como Mariana, profissionais dos Hospitais 28 de Agosto, Platão Araújo e João Lúcio estiveram na sede da ALE-AM, onde receberam a doação de protetores faciais. Fato que pode ser comprovado em foto e matéria publicada no site da própria instituição.

O material doado aos Hospitais João Lúcio e Platão Araújo, foi entregue pelos servidores aos almoxarifados dos hospitais, onde foi catalogado e está sendo distribuído aos profissionais de saúde pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) das unidades, de forma racional e responsável, principalmente por ser tratar de equipamentos que os Estados brasileiros têm encontrado dificuldade em adquirir.

As entregas dos materiais feita pelas CCIHs dos hospitais são registradas por meio de protocolo, assinado pelos servidores, que pode ser acessado pelos órgãos fiscalizadores, sempre que julgarem necessário.

Já as doações recebidas em nome do Hospital 28 de Agosto não foram entregues ao setor responsável da unidade. Informação confirmada pela direção do hospital, que não tem registro de recebimento de qualquer insumo doado em nome da Assembleia Legislativa do Estado.

A Susam ressalta que não houve, por parte da ALE-AM, a emissão de documento com características e quantidade, ou comprovação de recebimento e entrega do que foi doado e não sabe dizer qual critério utilizado pela Assembleia Legislativa ao preferir realizar a doação diretamente aos servidores, sem entrar em contato inclusive com os diretores das unidades, e não à Cema, como outras empresas têm feito.

Por priorizar o respeito às empresas e instituições que têm se disponibilizado em ajudar o Governo do Amazonas no combate ao novo coronavírus e por ter o compromisso de realizar esse processo da maneira mais transparente possível, a Susam centralizou o recebimento e a distribuição de medicamentos e insumos na Cema, que possuí um controle rígido de entrada e saída desses materiais, o que pode ser comprovado pelos órgãos de controle.

O Governo do Amazonas afirma, por fim, que não recebeu denúncia formal do deputado sobre as acusações, como requer em se tratando de grave denúncia, sobretudo quando se há interesse de fato que se apure a verdade e vai solicitar, formalmente, que o parlamentar comprove as acusações, até para que procedimentos internos sejam adotados, caso tenha havido alguma medida que não esteja de acordo com as orientações da Secretaria de Estado da Saúde.

Mais Lidas