Connect with us

Manaus, AM,

MANAUS

Feira da Manaus Moderna tem aglomeração de pessoas e veículos em meio à pandemia

Feirantes contam que fluxo de pessoas passou a aumentar nos últimos dias, mesmo após o Estado ultrapassar 10 mil casos de Covid-19

Publicado

em

Amazonas – Em meio à pandemia do novo coronavírus, uma grande movimentação de pessoas foi registrada na Feira da Manaus Moderna, no Centro de Manaus, na manhã deste sábado (9). Feirantes disseram que o fluxo de pessoas passou a aumentar nos últimos dias, mesmo com a pandemia, que já infectou mais de 10 mil pessoas no Amazonas.

Durante a manhã, filas de carros e engarrafamento na Avenida Lourenço da Silva Braga, foram flagradas onde a feira está localizada. Uma grande quantidade de pessoas também foi vista nos corredores da feira, sem respeitar o distanciamento social recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

De acordo com um feirante, que preferiu para não ter o nome divulgado, a movimentação passou a ser intensa nos últimos dias, tanto de carros quanto de pessoas. Ele, que costumava vender verduras em um carro no local, passou a trabalhar apenas três dias da semana, para contribuir com o isolamento.

Os clientes que já são certos meus me ligavam e eu já trazia o que eles queriam e entregava pra quem já era certo aqui. Hoje eu vim e o movimento está grande. Tem até engarrafamento. Temos que nos sustentar também. É ter fé em Deus e vir trabalhar”, finalizou o feirante.

Na manhã deste sábado, a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) informou que continua nas ruas do Centro de Manaus realizando a operação ‘Fique em Casa’. Segundo o secretário da pasta, coronel Louismar Bonates, a operação tem o intuito de fiscalizar o comércio e a circulação de pessoas na área comercial.

Nós temos que fazer isolamento físico porque as pessoas não estão colaborando com a sociedade. É muito importante essa contribuição. Nós estamos vendo pessoas sem máscaras, aglomeração de pessoas muito grande próximo ao mercado e vamos intensificar a operação para esta área”, disse Bonates.

A operação da SSP consiste em orientar verbalmente as pessoas sobre a necessidade do isolamento social e uso de equipamentos de proteção, como máscaras.

Segundo o secretário, ruas com lojas do Centro de Manaus eram fechadas com fitas, para impedir o fluxo de pessoas, desde o início da operação. Por não serem tão eficientes, a SSP-AM substituiu por grades e policiais orientam a movimentação.

Nós estávamos colocando fitas, mas além de serem caras, as pessoas não obedeciam. Agora estamos com os gradis, que são um obstáculo mais seguro e dá uma garantia melhor de isolamento para os policiais”, disse Bonates.

Por conta do aumento de casos e desrespeito ao isolamento social, o Ministério Público do Estado do Amazonas (PME) ingressou com uma ação na Justiça pedindo a adoção de “lockdown” no estado, ou seja, o bloqueio total da circulação de pessoas. O pedido foi negado por “falta de elementos mínimos que justifiquem a medida judicial requerida”.

Um decreto no Governo do Amazonas suspendeu, até o dia 13 de maio, o atendimento público em serviços não essenciais do Estado. Com a curva de contágio do novo coronavírus crescendo, a doença já chegou a quase 90% dos municípios do interior. As autoridades reforçam que o isolamento social ainda é a principal forma de prevenção.

Mais Lidas