Connect with us

Manaus, AM,

AMAZONAS

Wilson Lima se reúne com representantes do Médicos Sem Fronteiras para fechar parceria

Publicado

em

Amazonas – O governador Wilson Lima se reuniu, nesta quarta-feira (13/05), com representantes da Organização de Ajuda Humanitária Médicos Sem Fronteiras. Na oportunidade, foi apresentado pela coordenadora da organização, Cecília Hirata, o projeto deles de enfrentamento do novo coronavírus no estado, que deve se somar aos esforços do Governo do Amazonas, por meio de termo de cooperação entre ambos.

Com experiência de atuação em diversas epidemias no mundo, como o recente surto de ebola na África e a pandemia do novo coronavírus em países da Europa, como Itália e Espanha, a organização desenvolveu um plano de atuação que vai reforçar o trabalho que já vem sendo desenvolvido pelo Governo do Estado no atendimento aos pacientes de Covid-19, na capital e no interior do estado.

O governador Wilson Lima destacou a importância desse tipo de ajuda, em um momento de grave crise sanitária, sem precedentes para qualquer gestor público. “Estamos aqui para trabalhar de forma colaborativa. As nossas equipes estão à disposição e precisamos apenas discutir como tecnicamente as ações podem ser realizadas”, frisou.

De acordo com a coordenadora do projeto no Amazonas, Cecília Hirata, as ações pensadas para o estado compreendem desde a comunicação em massa de orientações de prevenção até a vinda de profissionais de saúde, o que ampliaria, assim, a capacidade de assistência das unidades de saúde da capital e do interior.

No primeiro momento, teríamos como foco atividades que aconteceriam dentro da grande Manaus e em seguida, a gente conseguiria atingir o interior do Amazonas, que sente esse impacto da doença por serem populações mais vulneráveis”, disse Hirata.

Outro ponto de atuação destacado pela coordenadora está na intervenção em massa, utilizando a comunicação pelas redes sociais e meios de comunicação de grande alcance, como televisão e rádio, focando na orientação à população sobre questões de higiene e isolamento social.

Para a secretária de Saúde, Simone Papaiz, que também esteve na reunião, o trabalho de diagnóstico realizado pela organização vai contribuir com a Susam, principalmente, pela experiência em atuar em situações de conflito. “As ações propostas estão bem de acordo com o que nós estamos desenvolvendo e essa vivência deles na atuação em crise, em outros países só vem a agregar”.

Início dos trabalhos – O plano de ação da organização já teve início com a realização de formações em gestão de epidemia e medidas de prevenção de infecção nas unidades da rede estadual, já tendo sido iniciadas no Hospital Delphina Aziz, referência no atendimento a pacientes com Covid-19, em que foram treinadas mais de 300 profissionais.

Além de trabalhar diretamente com a Susam, a organização Médicos Sem Fronteiras também está atuando no auxílio das atividades voltadas a grupos de pessoas em situação de vulnerabilidade social e que têm sido desenvolvidas pela Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejusc) e Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas), com orientações para evitar que esse público seja um vetor.

 

Mais Lidas