Connect with us

Manaus, AM,

POLÍTICA

Prefeitos do AM querem prorrogar mandatos até 2022 por causa da pandemia

Publicado

em

Amazonas – Em carta aberta encaminhada na manhã desta terça-feira (26), ao Congresso Nacional, aos deputados e senadores do Estado e à sociedade, a Associação Amazonense de Municípios (AAM), a Confederação Nacional de Municípios (CNM) e demais entidades estaduais e representativas do movimento municipalista brasileiro, solicitam a não realização das eleições deste ano e a unificação dos mandatos dos prefeitos e vereadores, com os demais cargos eletivos estaduais e federais e a realização de eleições gerais em 2022.

De acordo com o presidente da AAM e prefeito de Maués, Junior Leite, o principal motivo para a solicitação de mudança do pleito – previsto para os dias 4 e 25 de outubro deste ano – é a pandemia de Covid-19, que poderá comprometer e interferir em diversos setores da disputa além de oferecer riscos à saúde da população, principalmente no interior do Amazonas, desde a participação plena da sociedade, convocação de mesários, afastamento de servidores de áreas essenciais como saúde e assistência social para funções eleitorais e possíveis aglomerações de pessoas ocasionadas pelas campanhas.

Junior Leite também ressalta que o direito constitucional de todo brasileiro de se candidatar e votar, sem comprometer as condições da própria saúde, será prejudicada especialmente para os cidadãos com mais de 60 anos de idade, assim como a falta de debates e a realização das convenções partidárias, previstas no atual calendário eleitoral para os dias 20 de julho a 5 de agosto.

Mais Lidas