Connect with us

Manaus, AM,

POLICIAL

Organização criminosa  é desarticulada durante Operação “Flora Amazônica”

Publicado

em

Amazonas – Deflagrada, nesta terça-feira (02), pelas Polícias Civil e Militar do Amazonas, a Operação Flora Amazônica desarticulou uma organização criminosa responsável por desmatamento e comércio ilegal de madeira no estado. Vinte e oito mandados de prisão foram cumpridos, oito pessoas foram detidas, além de 16 caminhões, cinco carmas de fogo, R$ 20 mil em espécie e mais de mil metros cúbicos de madeira apreendidas. A operação ocorreu em Manaus e em Manacapuru (distante 69 quilômetros da capital).

As investigações duraram cerca de quatro meses, conduzidas pelo Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), da Polícia Civil.

Nesta terça, a ação foi coordenada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) e teve a participação do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente (Dema).

Árvores centenárias – De acordo com a Polícia Civil, em dez meses, os membros da organização derrubaram em torno de nove mil árvores centenárias de regiões de mata nativa de Manacapuru. Espécies como Castanheira, Cupiuba, Seringueira, Angelim, Sumaúma, Cedro e Muiratingas eram extraídas e comercializadas ilegalmente nas duas cidades.

“Em Manacapuru, o núcleo empresarial dessa organização era forte, consolidado há vários anos. Não esperavam uma ação dessa magnitude”, afirmou o titular da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Manacapuru, delegado Rodrigo Torres.

De acordo com a investigação, 95% da madeira vendida pelos empresários era de origem criminosa. O material abastecia o comércio das duas cidades e a liderança era exercida por um núcleo empresarial que fomentava a prática dos crimes ambientais e planejava represálias a delegados.

 

Mais Lidas