Connect with us

Manaus, AM,

AMAZONAS

Parintins recebe respiradores para o combate à Covid-19 

Publicado

em

Amazonas – O governador Wilson Lima entregou, nesta sexta-feira (05), ao Hospital Jofre Cohen, em Parintins, equipamentos e insumos que irão reforçar a assistência aos casos de Covid-19. Foram entregues três respiradores e um desfibrilador, aumentando para 13 o total de Unidades de Cuidados Intermediários (UCI) disponíveis no município, além de 280 mil itens de EPI (Equipamento de Proteção Individual), medicamentos e 5 mil testes rápidos para o novo coronavírus.

“Esse é o mês de junho, um mês importante para o povo parintinense, quando é realizado o Festival Folclórico, mas a gente não vai ter esse ano por conta de uma pandemia, e aí a nossa prioridade passou a ser a área de saúde. Hoje, estamos vindo a Parintins para fazer a entrega de equipamentos, como respiradores, que vão ser importantes para que a gente possa ampliar a nossa capacidade de atendimento na área de saúde”, disse o governador, ressaltando a importância da cidade para o atendimento à população do Baixo Amazonas.

“Agora no município, temos 13 UCIs e isso é importante porque o município é uma cidade polo e hoje, a gente tem a segurança de que a nossa rede está preparada para fazer os atendimentos. Graças a Deus, aqui no município, os números também já começam a cair. Acompanhamos as altas de três pacientes e o hospital tem uma ocupação de 50%, ou seja, a metade dos leitos estão desocupados”, acrescentou.

Na ocasião, Wilson Lima também afirmou que o governo está conversando com a direção dos bois-bumbás Caprichoso e Garantido para encontrar uma alternativa à realização do Festival Folclórico de Parintins, tradicionalmente promovido no último fim de semana de junho.

“Esse não é um momento de festa, é um momento de pensar na vida das pessoas, mas também entender a tradição que é o Festival Folclórico, entender a importância dessa manifestação cultural. Há uma proposta de fazer como os artistas têm feito Brasil e mundo afora, que é a questão da live. A realização presencial do festival vai depender da indicação dos especialistas, da Fundação de Vigilância em Saúde, dos pesquisadores e profissionais da área de saúde para entender qual o momento e se é possível fazer nesse ano de 2020 ou não”, adiantou.

Assistência – De acordo com o secretário adjunto de Atenção Especializada ao Interior da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), Cássio Espírito Santo, durante o Festival Folclórico de 2019, Parintins já havia recebido do Governo do Estado quatro unidades de UCI adulta e seis de UCI neonatal. Durante a pandemia do novo coronavírus, a Central de Medicamentos do Amazonas (Cema) também reforçou o abastecimento do município.

“A Central de Medicamentos vem mandando medicamentos para os hospitais de Parintins de acordo com a solicitação do sistema Ajuri. Esses equipamentos, insumos, EPIs são fundamentais para o trabalho com qualidade e atenção aos pacientes de Covid-19”, frisou.

O secretário municipal de saúde de Parintins, Clerton Rodrigues, reconheceu o empenho do Governo do Estado em fornecer o suporte necessário aos municípios do interior durante a pandemia. Além de materiais e insumos recebidos, Parintins já foi beneficiada, neste ano, com duas parcelas do Fundo de Fomento ao Turismo, Infraestrutura, Serviços e Interiorização do Desenvolvimento do Amazonas (FTI), totalizando um repasse de R$ 1,6 milhão para investimentos em saúde.

“É importante tudo o que está se fazendo nessa parceria, para que nós possamos melhorar a qualidade de atendimento para a população de Parintins e também dos municípios aqui da regional do baixo Amazonas, porque nós sabemos que não atendemos somente a população de Parintins, nós atendemos também os municípios de Nhamundá, Barreirinha, Boa Vista do Ramos e até do estado do Pará. Com isso, nós qualificamos o atendimento para que nós possamos, cada vez mais, cuidar bem das pessoas”, comentou o secretário municipal.

Para o diretor clínico do Hospital Jofre Cohen, Alberto Figueiredo, a abertura de novas UCIs na unidade vai permitir uma ampliação na capacidade de resposta ao aumento de casos de Covid-19 em Parintins. “Esses leitos vão ser fundamentais para termos a tranquilidade de que vamos ter condições de prestar a assistência da maneira adequada. Se nós viermos a precisar de ventilação mecânica nesses pacientes, temos mais de três leitos disponíveis. Sem dúvida, isso nos deixa mais tranquilos”, avaliou.

 

Mais Lidas