Connect with us

Manaus, AM,

AMAZONAS

Ação de combate ao trabalho infantil acontece na zona leste

Afixação de cartazes foi feita em estabelecimentos comerciais da região do Fuxico no bairro Jorge Teixeira

Publicado

em

Manaus – Uma ação para alertar e combater a prática do trabalho infantil foi realizada na manhã desta segunda-feira (15/06), na região comercial conhecida popularmente como Fuxico, no bairro Jorge Teixeira, na zona leste de Manaus. Servidores da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), do Conselho Estadual da Criança e do Adolescente (CEDCA) e do Conselho Tutelar participaram da iniciativa de afixação de cartazes em estabelecimentos comerciais.

Com a mensagem “É muito cedo, muito triste e muito covarde, cortar infâncias pela metade”, 60 cartazes foram afixados em pontos comerciais localizados na zona leste. Os materiais contam também com os canais para denúncias: 100 – Disque Direitos Humanos e 0800-092-1407 – SOS Criança Manaus.

De acordo com Edmara Castro, secretária executiva de Direitos da Criança e do Adolescente da Sejusc, que representou o titular da pasta, William Abreu, a ação em alusão ao Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, ocorrido no último dia 12, será feita até a próxima quarta-feira (17).

“Estamos fazendo afixação de cartazes hoje na zona leste; amanhã, na zona oeste e na quarta-feira, na zona norte; com o objetivo de conscientizar a população e comerciantes de que o trabalho infantil é crime e que é necessário denunciá-lo. Nos cartazes, há os números para realizar as denúncias”, disse a secretária.

É preciso informar e combater

A coordenadora do Conselho Tutelar Leste 2, Carla Ribeiro, destacou que a iniciativa é de suma importância para que a população saiba que a prática é criminosa. “O combate ao trabalho infantil é necessário na nossa cidade de Manaus, haja vista que o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), no artigo 60, determina que o adolescente pode prestar serviço na condição de aprendiz. Nós temos um alto índice de adolescentes inseridos no trabalho informal de forma ilegal. A ação de hoje é para que todos tenham conhecimento de que o trabalho não pode ser executado por criança e adolescente abaixo de 14 anos. Aqui na zona leste, recebemos muitas denúncias de crianças em condição de trabalho informal”, afirmou.

A afixação de cartazes foi aprovada por Júnior Meireles, gerente operacional de uma distribuidora da região do Fuxico, que afirma ver com frequência meninos e meninas vendendo produtos pela área. “É uma ação muito boa em relação aos menores. Muitos deles, os pais obrigam a trabalharem, sendo que não pode. Muitas vezes os pais ficam em casa enquanto as crianças trabalham. Várias passam aqui pela frente para vender coisas, sendo que podiam estar estudando”, contou.

Conheça a rede de serviços

Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania – SEJUSC
Rua Bento Maciel, 2, Conj. Celetramazon – Adrianópolis, Manaus – AM. E-mail: [email protected]

Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente – DEPCA
Avenida Via Láctea, Conjunto Morada do Sol – Aleixo, Manaus – AM. (92) 3658-2397 | 3656-7446.

Disque Direitos Humanos
100 | 0800 092 1407

Conselho Estadual de Direitos da Criança e Adolescente – CEDCA
Avenida Darcy Vargas, 77 – Chapada, Manaus – AM.

Comitê Estadual de Enfrentamento à Violência Sexual Contra Criança e Adolescente – CEVSCA.

Ministério Público
Avenida Coronel Teixeira, 79995 – Nova Esperança, Manaus – AM.

 

Mais Lidas