Connect with us

Manaus, AM,

MUNDO

Ex-pastores invadem templos da Igreja Universal em Angola

Expulsos por desvios morais e crimes, ex-pastores desvinculados da instituição agrediram pastores, mulheres e funcionários

Publicado

em

Mundo – A Igreja Universal do Reino de Deus em Angola teve cinco templos invadidos nesta segunda-feira (22) por ex-pastores desvinculados da instituição. Alguns pastores e esposas de pastores foram agredidos. Os invasores arrombaram portas para entrar nos templos em Luanda, Benguela, Huambo e Malange.

A ação foi orquestrada e violenta, e pastores, esposas de pastores e funcionários foram agredidos. Alguns ficaram feridos e precisaram receber atendimento médico. Todos passam bem.

De acordo com a nota oficial da Universal de Angola — reproduzida abaixo na íntegra — os autores dos ataques pertencem a “um grupo de ex-pastores desvinculados da Instituição por práticas e desvio de condutas morais e, em alguns casos, criminosas e contrárias aos princípios cristãos exigidos de um ministro de culto”.

A Universal está em 127 países em cinco continentes do mundo, e tem cerca de 500 mil fiéis em Angola.

A suposta rebelião já havia sido noticiada em novembro do ano passada, quando a Universal explicou se tratar de uma fake news, ou, como disse na ocasião, uma “rede de mentiras arquitetada por ex-pastores desvinculados da instituição por desvio moral, e de condutas até criminosas com o único objetivo de terem sua ganância saciada”.

A violência contra religiosos brasileiros provocou uma reação imediatada do embaixador brasileiro em Angola, Paulino Franco de Carvalho Neto.

“É uma situação delicada sem dúvida”, disse o embaixador. “A embaixada tem trabalhado junto com as autoridades locais e pedido as autoridades policiais angolanas, que dentro de sua competencia possam coibir esses abusos e evitar que propriedades, igrejas, sejam invadidas e que cidadãos brasileiros, membros da Igreja Universal sofram atos de violência. Isso é inaceitável.

Veja a nota da Igreja Universal do Reino de Deus em Angola:

“A Igreja Universal do Reino Deus está presente em Angola, oficialmente reconhecida desde 17 de Julho de 1992, tem atualmente 512 pastores dos quais 419 Angolanos, 65 Brasileiros, 24 Moçambicanos e 4 São-tomenses.

A Igreja Universal sempre se pautou pelo amor ao próximo, moralidade, civismo e respeito as autoridades constituídas.

Hoje a Igreja viu-se invadida em Luanda, Benguela, Huambo e Malange por um grupo de ex-pastores desvinculados da Instituição por práticas e desvio de condutas morais e em alguns casos criminosas contrárias aos princípios cristãos exigidos de um ministro de culto, os mesmos tomados por um sentimento de ódio utilizaram de ataques xenófobos, agrediram e feriram pastores, esposas de pastores e funcionários, usando a violência com objectivo de tomar de assalto a igreja com propósitos escusos.

Atitude essa completamente contraria aos preceitos cristãos.

Por isso, apelamos as autoridades competentes que corrijam as práticas aqui mencionadas definitivamente, pois estão prejudicando milhares de famílias que encontram o conforto e socorro através da fé cristã. Aguardamos com maior brevidade a resposta definitiva repondo a legalidade e impedindo as práticas criminosas.”

 

Mais Lidas