Connect with us

Manaus, AM,

POLÍTICA

Bolsonaro diz que pandemia foi “pânico disseminado” e que “números reais” vão aparecer

O ex-capitão disse que “pânico” foi disseminado no país e que os “números reais” do surto “vão aparecer” em breve.

Publicado

em

Brasil – O presidente Jair Bolsonaro foi às redes sociais na manhã deste domingo (12) para mais uma vez minimizar a pandemia do coronavírus, que matou mais de 71 mil pessoas no Brasil. O ex-capitão disse que “pânico” foi disseminado no país e que os “números reais” do surto “vão aparecer” em breve.

“A desinformação foi uma arma largamente utilizada. O pânico foi disseminado fazendo as pessoas acreditarem que só tinham um grave problema para enfrentar”, afirmou no Facebook.

“A realidade do futuro de cada família brasileira deve ser despolitizada da pandemia. Os números reais dessa guerra brevemente aparecerão”, disse em outro trecho. O presidente, assim como seus filhos e aliados, têm questionado o número de casos confirmados e óbitos da doença, afirmando que há uma “supernotificação” da crise.

Apesar de ter refutado as principais recomendações sanitárias das autoridades de saúde desde o início do surto no Brasil, como uso obrigatório de máscara e implementação do isolamento social, Bolsonaro também afirmou na publicação que seu governo foi o responsável por evitar uma crise maior no país.

“A situação só não está pior pelas ações do Governo Federal que foi ao socorro das pequenas e médias empresas, arranjou recursos para estados e municípios e está pagando Auxílio Emergencial de R$ 600,00 para mais de 60 milhões de pessoas”, disse.

Nas últimas semanas, o presidente tem abandonado ataques e falas polêmicas nas redes para apostar em discursos voltados à exaltação de programas sociais, como é o caso do auxílio emergencial e do Renda Brasil, tentativa do ex-capitão de substituir o Bolsa Família.

Na publicação deste domingo, por exemplo, Bolsonaro publicou uma selfie vestindo uma camisa do Ceará, time grande do Nordeste. A região concentra a maior parte do eleitorado lulista.

 

Mais Lidas