Connect with us

Manaus, AM,

POLÍTICA

Vereadores de Manaus seguem impunes após denúncias de agressão contra mulher

Vale ressaltar que os vereadores citados irão concorrer no pleito deste ano

Publicado

em

Manaus – O vereador Rosivaldo Cordovil (PSDB-AM) protagonizou o mais recente caso de agressão a mulheres envolvendo políticos em Manaus. O caso foi denunciado pela própria esposa do vereador, ainda no início deste mês.

Segundo a vítima, ela teria sido agredida física e verbalmente, com palavras de baixo calão. De acordo com a Polícia Civil, a mulher também afirmou, através de um boletim de ocorrência, ter sido ameaçada de morte por não aceitar vender o apartamento onde eles residem. Os dois estariam em processo de divórcio.

Para se defender, Kátia fez uma série de agressões contra Cordovil. As agressões foram registradas por câmeras de segurança do prédio onde vivia o casal.

Além desse escândalo, o vereador também se envolveu em um suposto esquema de rachadinhas e virou alvo de investigação do Ministério Público do Amazonas (MP-AM). De acordo com a portaria nº 0001/2020/70PJ publicada no Diário Eletrônico, no dia 19 de junho deste ano, o parlamentar teria praticado “suposto ato de improbidade administrativa, consistente em obrigar os assessores de seu gabinete a entregar a maior parte de seus vencimentos, contando com a participação da sua chefe de gabinete”.

Rosilvado Cordovil não foi o único político a ser denunciado por violência contra a mulher. Um outro exemplo, envolvendo grandes nomes da política do Estado, é o do vereador Diego Afonso.

Vereador Diego Afonso (PDT)

No dia 17 de janeiro deste ano, a ex-mulher do vereador Diego Afonso, Ingrid da Silveira Frota, procurou a Delegacia de Crimes Contra a Mulher para registrar boletim de ocorrência por violência doméstica contra o ex-marido. Ingrid já havia denunciado o ex-marido em 2019 e, por essa razão, a vítima solicitou uma medida protetiva contra o parlamentar.

O casal teve dois filhos, um de 7 e outro de 9 anos de idade, que chegaram a presencia as cenas de violência. A vítima chegou a relatar que estava sofrendo terrorismo psicológico e que chegou a ser agredida com um soco no rosto.

Na época, o vereador chegou a se pronunciar sobre o caso, afirmando que tudo não passava de Fake News. Mas todas as denúncias possuíam comprovação e registros em documentos oficiais.

Em um dos depoimentos prestados à polícia,  Ingrid chegou a afirmar que Diego Afonso é alcoólatra. A mulher declarou também que, por causa das agressões, está fazendo tratamento psicológico.

Todos os dois vereadores seguem exercendo suas funções normalmente, mesmo após essa série de denúncias.

Mais Lidas