Connect with us

Manaus, AM,

POLÍTICA

Arquivado pedido de impeachment de Wilson Lima e Carlos Almeida

Publicado

em

Amazonas – O pedido de impeachment contra o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), e do vice-governador, Carlos Almeida (PTB), foi votado na tarde desta quinta-feira (6) na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM). Com voto da maioria a favor do Governo, o documento foi arquivado.

No total 12 deputados voltaram a favor do arquivamento do impeachment e o documento é arquivado.

O pedido – O presidente licenciado do Sindicato dos Médicos do Amazonas (Simeam), Mário Vianna, assinou o pedido de impeachment contra o governador Wilson Lima (PSC) e o vice Carlos Almeida Filho (PTB).

De acordo a vice-presidente da ALE-AM, deputada Alessandra Campêlo (MDB), Mário Vianna é perito legista do Instituto Médico Legal (IML), mas não trabalha no local desde 2011.

“Ele não trabalha no IML, não trabalha na Susam, mas recebe, por está à disposição da Susam. Recebe por empresa e cooperativa médicas”, denunciou Alessandra.

No dia 28 de julho, o pedido foi apresentado pelo Simeam (Sindicado dos Médicos do Amazonas), 20 dias após a homologação dos membros da comissão, realizada em reunião no último dia 9 de julho.

O Simeam não é o autor das denúncias que foram recebidas pela ALE. Os pedidos de impeachment foram feitos pelos médicos Mário Vianna e Patrícia Sicchar.

Documento –  O Simeam pede questão de ordem para anular a atual comissão e instaurar nova eleição da comissão, no documento, com a exclusão de oito deputados que supostamente são citados em lista encontrada pela Polícia Federal, na Operação Sangria, no último dia 30 de junho, no gabinete do governador.

Mais Lidas