Connect with us

Manaus, AM,

ECONOMIA

Obra gera expectativa de crescimento econômico em Humaitá 

Publicado

em

Humaitá – O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Região Metropolitana de Manaus (Seinfra), está avançando com a obra do anel viário de Humaitá. Com o percentual de 36%, nesta fase, estão sendo executados os serviços de terraplenagem, que representa o alicerce da obra. No total, serão 11,58 quilômetros que interligarão Porto Velho, por meio da BR-319, ao porto graneleiro do município, reduzindo o trajeto que, até então, é realizado por dentro do perímetro urbano.

Com investimento de R$ 46.582.347,77, o anel viário de Humaitá, também chamado de ‘cinturão da soja’, dará́ maior agilidade ao escoamento da produção local até́ Itacoatiara.

O projeto prevê a construção de pistas de rolamento com 10 metros de plataforma, em mão dupla, 3,5 metros de largura cada uma delas e 1,5 metro de acostamento para cada lado, além da pavimentação e sinalização vertical e horizontal, seguindo o padrão Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), e a construção de uma ponte de 20 metros de extensão.

Benefícios – O anel viário, após conclusão da obra, dará mais rapidez ao escoamento da soja proveniente de Porto Velho e que hoje precisa passar por dentro da sede do município, de onde segue para Itacoatiara. Esse percurso será alterado, devendo os caminhões e carretas passarem por fora do perímetro urbano de Humaitá, seguindo para o porto graneleiro.

Com 55.080 habitantes, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) referentes a 2019, o município de Humaitá, distante 591 km de Manaus em linha reta, está situado na calha do rio Madeira, na região sul do Amazonas.

Mais Lidas