Connect with us

Manaus, AM,

POLÍTICA

‘Bundão é o Jair’, diz Datena após Bolsonaro atacar jornalistas

Publicado

em

José Luiz Datena, 63, rebateu nesta segunda-feira (24) uma fala do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), 65, que chamou jornalistas de “bundões” durante evento pró-cloroquina no Palácio do Planalto. Segundo o presidente, um jornalista, se infectado pelo coronavírus, tem mais chance de morrer por ser “bundão”.

“Eu não sei se é crime ou não o que o senhor presidente da República fez”, disse o apresentador durante o programa Brasil Urgente (Band). “Mas […] ele abre um caminho de duas mãos, porque ele também não pode ofender qualquer cidadão brasileiro da forma como ele ofendeu, seja ele da imprensa ou não”.
“Eu, por exemplo, sou jornalista, e não sou bundão, senhor presidente Bolsonaro” [sic], continuou Datena. “Agora, o senhor me dá o direito de chamar o Jair de bundão. Então, bundão é o Jair. Bundão é o senhor. Não o presidente da República -este eu respeito. Mas a partir do momento que você chama a minha classe toda de bundão, eu também posso chamar o senhor de bundão”.

Em seguida, o apresentador questionou novamente a fala do presidente, afirmando que jornalistas “deram suas vidas durante o regime militar” fazendo matérias.

“A imprensa brasileira foi fundamental na mudança deste país em várias oportunidades. Os jornalistas brasileiros não são bundões. É gente que vai para a rua trabalhar”, disse. E reforçou: “Com todo o respeito ao cargo de presidente da República que o senhor tem, bundão é o senhor. O senhor vai me desculpar. Essa é a minha opinião”.

Mais Lidas