Connect with us

Manaus, AM,

AMAZONAS

Novo decreto fecha bares, flutuantes e balneários em Manaus

Publicado

em

MANAUS – O Governo do Amazonas voltou a decretar o fechamento de bares e balneários em Manaus. A medida foi anunciada nesta quinta-feira (24) e ocorre, segundo o governador Wilson Lima, após aumento no número de internações em unidades de saúde particulares. As restrições devem durar 30 dias. Manaus tem 48.389 pessoas infectadas pelo novo coronavírus desde o início da pandemia e começou a flexibilizar o isolamento social em junho. As aulas presenciais nas escolas públicas estão mantidas.

De acordo com governo, há uma tendência de aumento de casos de Covid-19, observada nas últimas semanas devido, principalmente, a aglomerações, conforme monitoramento da vigilância epidemiológica.

O estado do Amazonas contabilizou 9 mortes por dia na última semana — a variação foi de 39% em relação à média de 14 dias anteriores.

“Estamos tomando hoje medida restritivas e fechamento de estabelecimentos pra priorizar o que é importante. Não vou deixar balada aberta e escola fechada”, disse o governador em entrevista coletiva nesta quinta-feira.
A medida, que ainda será publicada no Diário Oficial do Estado, vai suspender funcionamento de bares que não tenham funcionamento primário como restaurantes. Lojas de conveniência e restaurantes poderão funcionar até as 22h.

Também ficam suspensos os funcionamentos de:

praias,
balneários
casas de show
flutuantes

Bares, balneários e restaurantes de Manaus já estavam reabertos ao público desde de junho, quando teve início o 4º ciclo de reabertura do comércio.

Mais Lidas