Manaus – A Polícia Civil do Amazonas deflagrou na capital a operação “Cronos 2”, que resultou nas prisões de 21 pessoas em cumprimento a mandados de prisão preventiva por crimes distintos. A ação foi coordenada pelo Conselho Nacional dos Chefes de Polícia (CONCPC), com apoio do Ministério Extraordinário da Segurança Pública, e desencadeada, simultaneamente, em 24 estados e no Distrito Federal.

Em Manaus, o cumprimento de ordens judiciais teve início no último domingo (26/5) e foi concluído na manhã desta terça-feira (28/5).

Durante a operação “Cronos 2” foram cumpridos mandados de prisão preventiva pelos crimes de homicídio, roubo, tráfico de drogas, receptação, embriaguez ao volante e violência doméstica. Um homem foi preso em flagrante por homicídio.

A operação foi comandada pelo delegado-geral, Lázaro Ramos; delegado-geral adjunto, Orlando Amaral, e pelo diretor do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM) da instituição, delegado George Gomes. O balanço da ação foi apresentado na manhã de hoje (28/5), às 11h, durante coletiva de imprensa realizada no prédio da Delegacia Geral.

Orlando Amaral explicou que as 21 prisões são uma reposta da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) à sociedade. “As ordens judiciais começaram a ser cumpridas no último domingo, com o intuito de tirar de circulação pessoas envolvidas em delitos e proporcionar tranquilidade à população. Essas ações serão intensificadas”, enfatizou o delegado.

Conforme o diretor do DPM, equipes de policiais civis estão na rua reforçando a Segurança Pública, seguindo determinação do secretário da SSP-AM, coronel Louismar Bonates, e do delegado-geral da Polícia Civil do Estado, Lázaro Ramos. “Temos várias missões, várias operações em andamento. Embora haja todo esse noticiário com as mortes no sistema prisional, a polícia está na rua e está trabalhando para poder assegurar a segurança de todos”, disse.

Presos – Ao longo dos trabalhos, os policiais civis prenderam em cumprimento a mandados de prisão por homicídio José Ribamar Nascimento da Silva, Roberto Gomes da Silva, Caio Henrique dos Santos Cruz, Sandro Rocha da Silva, Fábio Silva Benarrós, Josivaldo Silva dos Santos, Genilson Silva de Castro, Sebastian Rodas Soto, Fabiana Lopes Carvalho e Rafael do Nascimento Cardoso.

Jeferson Guimarães Reis e Luana Craveiro de Castro foram presos por  roubo. William Jordão de Oliveira foi preso por receptação. Já Maurício Barbosa da Silva, Kevin Douglas Costa Tavares e Lucas Façanha de Souza pelo crime de tráfico de drogas. Sebastião Ramires Gomes, Ivan da Silva Coelho e Rikson Limongi Gama foram presos em cumprimento a mandados de prisão por violência doméstica.

Um homem foi preso em cumprimento a mandado de prisão por embriaguez ao volante, combinado com lesão corporal de natureza grave. Além disso, Francisco Coe Bulcão Junior foi preso em flagrante por homicídio. George Gomes informou que as 21 pessoas presas permanecerão custodiadas nas carceragens dos Distritos Integrados de Polícia (DIPs), até o alinhamento junto aos responsáveis pela transferência dos infratores para as respectivas unidades prisionais.

Comentários

Comentários