O prefeito de Coari Adail Filho postou um vídeo em suas redes sociais na manhã desta sexta-feira, 4/10, se pronunciando sobre a prisão dele durante a operação ‘Patrinus’ deflagrada pelo Ministério Público do Amazonas (MP-AM), no dia 26/09. Ele classificou a prisão como ‘injusta’ e ‘desnecessária’ e afirmou que o município não está abandonado.

Adailzinho, como é conhecido, ficou preso no Batalhão de Choque da Polícia Militar do Amazonas, localizado no km 14, da Rodovia AM-010, que Manaus ao município de Itacoatiara.

A defesa do prefeito argumentou ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) que houve excesso do MP-AM ao prorrogar sua prisão temporária. O ministro relator da 6ª Turma do STJ, Rogério Schietti Cruz, deferiu na quarta-feira (2) o pedido de liberdade do chefe do executivo de Coari para cumprimento imediato.

O chefe do executivo de Coari prometeu ainda convocar uma coletiva de imprensa para se defender das acusações. “Pretendo convocar uma coletiva de imprensa para levar ao conhecimento da sociedade a nossa defesa, para que não restem dúvidas do quanto foi injusto e desnecessário me manter detido”, declarou.

Uma carreata foi realizada na tarde desta quinta-feira (3), no município em comemoração a soltura do prefeito da cidade. O evento reuniu aproximadamente quatro mil pessoas e Adail não participou da carreata pois estava em Manaus.

Veja vídeo:

Fonte: AM POST

Comentários

Comentários