Connect with us

Manaus, AM,

AMAZONAS

Amazonas recebe apoio de outros estados brasileiros para atender pacientes com Covid-19

Publicado

em

Uma rede solidária composta por diversos estados do Brasil tem viabilizado o atendimento a pacientes do Amazonas acometidos pela Covid-19. O apoio é uma resposta ao ofício encaminhado pelo governador Wilson Lima a todos os chefes de estado do País, no último dia 10 de janeiro, solicitando auxílio diante da crise sem precedentes pela qual passa o Amazonas, ocasionada pela pandemia do coronavírus. As unidades de saúde de Manaus estão sobrecarregadas e sofrem com a escassez de oxigênio devido ao aumento da demanda nos últimos 15 dias.

Governadores de estados como Pará, Rio Grande do Norte, Ceará, Espírito Santo, Alagoas, Maranhão, Pernambuco e Paraíba já se dispuseram a atender pacientes amazonenses em leitos de suas unidades de saúde e também por meio da disponibilização de oxigênio.

“Quero agradecer a esses governadores que, num gesto humanitário, estão estendendo a mão para que os nossos irmãos possam ser acolhidos nessas regiões e tenham o apoio necessário”, disse o governador Wilson Lima, durante live transmitida pelas redes sociais do Governo do Amazonas nesta quinta-feira (14/01).

Os governadores confirmaram o apoio ao Amazonas por meio das redes sociais. “Toda a minha solidariedade aos irmãos amazonenses, nesse momento difícil”, disse o governador do Pará, Helder Barbalho, que disponibilizou 30 leitos para pacientes oriundos do Amazonas, na capital, Belém.

“Estamos solidários e à disposição, a exemplo de outros estados, a ajudar os irmãos amazonenses”, ressaltou Fátima Bezerra, governadora do Rio Grande do Norte.

O governador do Ceará, Camilo Santana, afirmou que ligou para o governador Wilson Lima, colocando o estado à disposição para ajudar no que estiver ao alcance. “Inclusive quanto à questão da falta de oxigênio, para atender a pacientes com Covid em estado grave. Este é um momento de estarmos todos cada vez mais unidos na luta para salvar vidas”, destacou Santana.

O estado do Espírito Santo disponibilizou 30 vagas de UTI Covid para atender pacientes do Amazonas. Alagoas cedeu 35 leitos para pacientes do Amazonas, sendo 10 Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e 25 leitos clínicos. “Alagoanos têm solidariedade e espírito colaborativo. Vamos juntos vencer esse vírus”, enfatizou o governador Renan Filho.

Carlos Brandão, vice-governador do Maranhão, disse que o estado vai receber pacientes de Manaus que serão internados no Hospital Universitário. “Já estamos preparados para a chegada, prontos para ajudar”, observou Brandão.

O governador Paulo Câmara, de Pernambuco, também garantiu ajuda. “Coloquei o estado de Pernambuco à disposição dos cidadãos amazonenses, nesse momento tão difícil. Faremos tudo que esteja ao nosso alcance para ajudar os irmãos do Amazonas a superar esse momento crítico da pandemia”, afirmou.

João Azevêdo, governador da Paraíba, destacou que a união é importante para salvar vidas. “Não poderíamos deixar de prestar esse gesto de humanidade, de solidariedade. Precisamos vencer juntos esse inimigo que tem causado tanta dor”, frisou.

Além dos estados brasileiros, o governo da Venezuela também se dispôs a enviar oxigênio para o Amazonas. “Por instrução do presidente Nicolás Maduro, conversamos com o governador do Estado do Amazonas, Wilson Lima, para colocar imediatamente à sua disposição o oxigênio necessário para atender a emergência sanitária em Manaus. Solidariedade latino-americana acima de tudo!” anunciou o ministro da Relações Exteriores, Jorge Arreaza, nas redes sociais.

Mais Lidas