Manaus – Um grupo de cinco amigos diz ter sido vítima de homofobia na tarde deste domingo, 15/07, no Flutuante Sun Paradise, na Praia Dourada bairro Tarumã, zona Oeste de Manaus. 

Raynner Frank, 26 anos, afirma que chegou por volta de 07h ao local com seus amigos homossexuais, entre eles uma transexual e o namorado dela, aguardando a abertura do local. 

E por volta de 13h, quando já estavam no flutuante, foram convidados a se retirar do local “Os seguranças ficaram completamente grudados na gente, até sairmos do local’ disse. 

Os jovens relataram que estavam em uma mesa do estabelecimento, quando foram escoltados por quatro seguranças em direção a eles e afirmaram que seguindo ordem do proprietário, eles estavam ‘convidados a deixar o local’ porque lá ‘existem famílias’. 

Veja a publicação da irmã de Raynner:

Na tarde desta segunda-feira, 16/07, a assessoria do flutuante divulgou uma nota nas redes sociais. Confira:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O Sun paradise vem a público esclarecer que as informações divulgadas no último fim de semana envolvendo os nossos clientes, são inteiramente deturpadas. O Sun Paradise respeita a individualidade e a opção sexual de cada um. E em respeito a isso, não permitimos atos que atentem ao pudor e aos bons costumes em nosso estabelecimento. Pedimos sinceras desculpas a todos os envolvidos. 
Lembramos também que o direito de cada um termina onde começa o do próximo. 
Atenciosamente,
A direção

Comentários

Comentários