Parintins – Em coletiva de imprensa realizada no final da tarde desta quarta-feira, 26, a diretoria do Boi caprichoso fez a apresentação dos roteiros que a agremiação seguirá nas três noites da disputa do Festival do Boi de Panode Parintins. Coube ao presidente do Conselho de Artes do Bumbá, Ericky Nakanome, a exposição dos roteiros para as três noites.

Nakanome assegurou que o Touro Negro virá “inovador e diferente na maneira de pensar”. O tema “Um canto de esperança para a Mátria Brasilis” foi subdividido em três espetáculos em busca do terceiro título consecutivo no Festival Folclórico de Parintins, que será aberto na noite desta sexta-feira, 28.

“Mátria Brasilis: do caos à utopia” será o primeiro espetáculo levado à arena da disputa na noite desta sexta-feira, o bumbá fecha a primeira noite. Para Nakanome o espetáculo simboliza o nascimento da cultura brasileira que carrega a herança de muitos genes, dores e enfrentamentos. “Dessas dores nasceu o povo brasileiro”, ressaltou.

Na abertura da segunda noite, sábado, 29, a apresentação do Touro Negro será voltada ao tema ‘No braseiro da fé, esperança é minha luz”, em alusão à religiosidade do povo brasileiro, com toda a força do sincretismo presente nas manifestações de fé.

Reinventar o Brasil é a proposta para encerrar o 54º Festival Folclórico. Com o tema ‘O Brasil que a gente quer reinventar’, a proposta de resistência. Ericky Nakanome falou do momento vivido pelo país e que “é preciso definir qual rumo tomar para preservar as liberdades e convocamos o povo para um grito de resistência”.

Comentários

Comentários