Connect with us
               

Manaus, AM,

POLÍTICA

Bolsonaro sugere boicote à empresa francesa Bic, que tem fábrica no Distrito Industrial

Publicado

em

A troca de farpas continua entre Jair Bolsonaro e o presidente francês, Emmanuel Macron. Desta vez, o presidente brasileiro anunciou, na live desta quinta-feira (29), que vai trocar sua famosa caneta por uma da marca Compactor porque ”a Bic é francesa”. 

O assunto surgiu enquanto Bolsonaro e o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno, discutiam sobre o direito à “saidinha” de presos em determinadas ocasiões. 

“Um país em que uma jovem mata o pai e a mãe e tem direito a saidinha no Dia dos Pais e no Dia das Mães, realmente, tem que parar para pensar, tem alguma coisa errada”, disse o ministro.

O presidente respondeu afirmando que dará indulto a “colegas policiais que estão presos injustamente, presos por pressão da mídia”.

“Tem casos que todo mundo sabe. Tem que ter coragem e usar a caneta Compactor, não é mais Bic, é Compactor porque a Bic é francesa”, afirmou Bolsonaro.

Veja a live:

– Live de Quinta-feira – 19:00 – (29/08/2019) – fatos da semana.. Link no YouTube: https://youtu.be/SN97dJcS4FM

Publicado por Jair Messias Bolsonaro em Quinta-feira, 29 de agosto de 2019

A Bic, fundada em 1945, tem sede em Clichy, na França. A Compactor é brasileira e foi criada em Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro, em 1954, e hoje tem sede na Zona Franca de Manaus, no Amazonas.

São produzidos por dia em Manaus quatro milhões de produtos Bic que se dividem em três linhas: a de papelaria que são canetas esferográficas, marcadores, lápis preto e lápis de colorir; produtos de chamas como isqueiros Maxi, acendedores e acendedores handy; barbeadores femininos e masculinos, de uma até três lâminas.

Os produtos são exportados para países do Mercosul e em menor quantidade para outros países da América do Sul e América Central. O mercado principal continua o Brasil, com 75% da nossa produção.

Fonte: Portal Toda Hora.

Mais Lidas