Manaus – O governador do Amazonas Wilson Lima participou do lançamento da Campus Party Amazônia na quarta-feira (31), no auditório da Reitoria da Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Além  disso, se reuniu com os coordenadores para tratar de parcerias nas áreas de tecnologia e sustentabilidade. Ele destacou a importância do Estado sediar um evento desse porte.

“A Campus Party é uma oportunidade que a gente tem de mostrar nossas potencialidades. Mostrar o que, só nós,  temos aqui na Amazônia, a nossa biodiversidade e a nossa tecnologia e coincide com o momento de transformação que o Amazonas tem vivido com a implantação da Indústria 4.0 na Zona Franca de Manaus”, afirmou Wilson Lima.

O evento, que tem apoio do Governo do Amazonas, proporciona a maior imersão tecnológica em Internet das Coisas, Blockchain, Cultura Maker, Educação e Empreendedorismo do mundo e deixa legados por onde passa. 

“Aqui, no Amazonas, o Instituto Campus Party vai montar laboratórios e deixar para as nossas crianças. Também vai proporcionar experiências para algumas delas que moram em áreas periféricas o contato com a robótica, com a impressora 3D, com a Internet das Coisas. E a campus Party também é uma oportunidade de ajudar o estado do Amazonas a encontrar soluções para alguns problemas que temos aqui, dadas às nossas peculiaridades e dificuldades de logística”, afirmou Wilson Lima.

No lançamento da edição Amazônia, o presidente do Instituto Campus Party, Francesco Farruggia, falou sobre desenvolvimento social a partir da tecnologia. 

“O problema é que nós temos uma grande quantidade de jovens, cerca de 70%, que não têm acesso ao conhecimento de tecnologia. Por isso, nós fazemos laboratórios que ensinam tecnologia em áreas suburbanas, ultra-degradadas”, afirmou Francesa Farruggia.

Campus Party –A primeira edição no Estado do Amazonas será realizada no período de 18 a 22 de março  de 2020, na Arena da Amazônia e contará com as três principais áreas da Campus Party: Arena, Camping e Área Open.

O evento terá atividades desenvolvidas com o objetivo de destacar e impulsionar empresas e projetos inovadores, soluções tecnológicas e projetos universitários. São mais de 550 mil campuseiros cadastrados em todo o mundo. E já passou por países como Espanha, Holanda, México, Alemanha, Reino Unido, Argentina, Panamá, El Salvador, Costa Rica, Colômbia, Equador, Itália e Singapura. No Brasil, a Campus Party é realizada há 14 anos.

Comentários

Comentários