Parintins – O 54º Festival Folclórico de Parintins começou, nesta sexta-feira (28/06), com o reconhecimento do Complexo Cultural do Boi Bumbá do Médio Amazonas e de Parintins como Patrimônio Cultural do Brasil, simbolizado pela entrega do certificado do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) aos presidentes dos bumbás Caprichoso e Garantido. As placas simbólicas dos títulos foram entregues pelo governador Wilson Lima, que destacou a importância do certificado para a cultura da região e dos povos que se unem para manter viva a tradição do festival há mais de meio século.

“Esse é o grito do povo que tem a cultura na sua veia, que ajuda a falar da preservação da floresta e dos recursos naturais, mas acima de tudo do ser humano, do caboclo, do índio e do negro, do quilombola, do ribeirinho. Isso é algo que nos abre portas”, declarou o governador pouco durante solenidade realizada na arena do Bumbódromo, pouco antes do início da primeira noite de apresentação das duas agremiações.  

Wilson Lima ressaltou a importância da valorização do folclore do Amazonas e desejou boa sorte ao Caprichoso e Garantido, que disputam o título de campeão de 2019, que começa hoje e terá mais dois dias de apresentação, 29 e 30 de julho. “Esse é o momento histórico em que estou muito emocionado com esse reconhecimento nacional que hoje é dado pelo Iphan. Eu fiz questão de vir aqui na arena, onde por muitas vezes estive como brincante, como profissional. Desejo boa sorte aos dois bumbás em suas apresentações neste festival”, afirmou.

Para a realização do festival deste ano, o Governo do Amazonas fez um esforço para antecipar o investimento que é feito para preparar o festival, que é considerado um dos maiores eventos folclóricos do Brasil. Por ano, mais de 60 mil turistas visitam a ilha durante o festival, movimentando a economia do estado. As duas agremiações receberam patrocínio de R$ 5 milhões do Estado, que foi pago em três parcelas.

“Neste ano fizemos diferente, em comparação aos anos anteriores, porque antecipamos os recursos para as duas agremiações folclóricas e também a entrega do Bumbódromo, o que não acontecia há muito tempo. Isso dá mais tranquilidade aos artistas e trabalhadores que criam este espetáculo”, frisou.

Também participaram da solenidade, na arena do Bumbódromo, a primeira-dama, Taina Lima, o vice-governador, Carlos Almeida; o secretário estadual de Cultura, Marcos Apolo Muniz; o diretor do Departamento de Patrimônio Imaterial do Iphan, Hermano Queiroz, e a superintendente do instituto no Amazonas, Karla Bitar.

O secretário estadual de Cultura, Marcos Apolo Muniz, destacou que a inscrição do Complexo Cultural do Boi Bumbá no Livro de Celebrações vai potencializar a visibilidade e a motivação dos artistas envolvidos nessa manifestação, não apenas em Parintins, mas no Estado. “É um reconhecimento muito importante para os artistas e a todos que dedicam sua vida ao folclore do Amazonas”, disse.

Comentários

Comentários