MANAUS – O vice-governador do Amazonas, Carlos Almeida Filho, participou, na noite de quinta-feira (14), da cerimônia de lançamento do livro “Prêmio Professor Inovador”, projeto idealizado pela deputada estadual e professora Therezinha Ruiz. A solenidade foi realizada no Centro Cultural Palácio Rio Negro, Centro de Manaus, com a presença de professores e autoridades da educação municipal e estadual.

O livro traz uma coletânea com 104 projetos apresentados no período de 2015 a 2017 por educadores amazonenses que adotaram e aplicaram, com êxito, práticas inovadoras nas escolas da rede pública de ensino. 

“Mesmo com todas as dificuldades que existem no Estado, para o equilíbrio de suas contas, o funcionalismo público tem pontos extremamente importantes. A educação é um desses pontos valorizados pelo governador Wilson Lima. Situações como essa são extremamente importantes e trazem para o Estado uma responsabilidade no sentido de se fazer um projeto que se possa ter uma implementação de valorização que transmita não só aos professores, mas aos alunos, um incremento nos modelos educacionais”, frisou Carlos Almeida Filho. 

O vice-governador ressaltou, ainda, que iniciativas desta natureza podem contribuir, por meio do dinamismo alcançado nas salas de aula, para melhorar a colocação do Amazonas no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

“Há um desafio do Estado do Amazonas com relação a essa situação, por conta de sua posição no Ideb, que é uma questão que temos como uma das principais”, destacou.

Compromisso– A criação de um livro que reunisse os projetos era uma demanda dos professores, desde a primeira edição. “O prêmio Professor Inovador foi criado em 2015 e nós assumimos um compromisso com os professores, que nós iríamos publicar. Serve de acervo aos professores, incluisve conta no seu currículo escolar. Nós estamos muito felizes, porque é uma oportunidade de valorizar o profissional da educação”, disse a deputada estadual e professora, Therezinha Ruiz.

Além de projetos de professores da capital, o livro contém iniciativas de educadores dos municípios de São Gabriel da Cachoeira,  Borba, Itacoatiara, Manacapuru e Iranduba. 

“A ideia de registrar é fantástica, porque permite que se documente, permite que o professor se veja refletido no livro, o resultado do seu trabalho. É um estímulo para quem está no cotidiano, enfrentando o desafio da educação”, considerou o titular da Secretaria de Estado de Educação e Desporto, Vicente Nogueira. 

Comentários

Comentários