Foto: Reprodução

A Raposa Voadora, na verdade, os maiores morcegos do mundo. Alguns deles chegam a 1,7 m de envergadura e 1,2 kg (morcegos são muito leves).

Felizmente, apesar das lendas, eles não são agressivos a humanos e só se alimentam de frutas.

Dentro da família, se destaca a Raposa voadora coroada dourada gigante.

Eles ganharam esse nome por causa dessa pelagem dourada ao redor do pescoço. Ao contrário dos morcegos que comem insetos, as raposas não utilizam ecolocalização, o sistema similar ao sonar, ao invés disso, seus olhos grandes e nariz potente dão conta do serviço para conseguir comida.

Morcegos gostam de colônias e de viver em bando cheios de hierarquias complicadas e as raposas voadoras não são diferente, cientistas relataram que algumas colônias de coroados dourados chegaram a ter 150 mil indivíduos. Isso é maior que muita cidade brasileira.

Além de comer um bocado de frutas e folhas (figos são o alimento preferido deles), eles ajudam a recompor florestas, dispersando sementes com a boca ou pelas fezes, mas o desmatamento e uma série de superstições colocam em risco a espécie, que vive apenas nas Filipinas.

O intenso desmatamento local complica a sua existência e várias raposas voam até 20 km para conseguir comida. Outras espécies de raposas voadoras vivem no sudeste asiático e Austrália.

Há ainda histórias e lendas locais de monstros gigantes voadoras e ele acaba pagando o pato. O único risco que ele leva a humanos é que ele carrega doenças no corpo como o ebola, que em geral não apresenta sintomas em morcegos, além disso, eles podem carregar outros vírus potencialmente perigosos para macacos.

Mesmo inofensivo, existem relatos de que até militares locais têm medo do bicho.

Fonte: R7

Comentários

Comentários