Manaus – A persistência da greve dos caminhoneiros que afeta todo o país pode deixar o interior do Amazonas sem o fornecimento de energia elétrica. Em nota, a Eletrobras Distribuição informou que as usinas termelétricas (UTEs) do interior do Amazonas possuem reserva de geração de energia, entretanto o cenário pode mudar na próxima semana se a greve não for encerrada.
 
Nesta sexta-feira, 25/05, a paralisação dos caminhoneiros por conta do preço do diesel completa cinco dias. Eles fecharam várias rodovias pelo Brasil. No Amazonas, impedem a saída de caminhões da Refinaria de Manaus, na estrada do Marapatá, no Distrito Industrial.
 
Atualmente o parque energético do estado do Amazonas possui 106 usinas termoelétricas, das quais 93 operam com combustível líquido. A minoria – 13 – são alimentadas com combustível gasoso oriundo do Campo Petrolífero de Urucu.

A empresa responsável pela distribuição de energia elétrica no Amazonas descarta, no momento qualquer possibilidade de interrupções de energia por falta de óleo combustível, mas não descarta interrupção do fornecimento na próxima semana. 
 
A cidade de Manaus e região Metropolitana, cuja geração de energia é provida do linhão de Tucuruí, gás natural vindo de Urucu e hidrelétrica de Balbina, não corre risco de desabastecimento de energia.

FONTE: Portal Toda Hora 

Comentários

Comentários