A defesa do prefeito de Coari Adail Filho entrou com pedido de habeas corpus junto ao Supremo Tribunal Justiça (STJ), na última terça-feira, 1º/10. Ele foi preso suspeito de participar de desvios que somam mais de R$ 100 milhões, de acordo com o Ministério Público do Amazonas (MPAM).

Adail Filho foi preso temporariamente no dia 26 de setembro, durante a operação “Patrinus”. Já na segunda-feira, 30/9, o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) prorrogou por mais cinco dias. Ele deve ficar preso até o próximo domingo, 6/10. 

Estão presos também o presidente da Câmara Municipal de Coari, Kleiton Batista,  o empresário Alexsuel Rodrigues (sócio da empresa AMS Rodrigues) e o sargento PM Fernando Lima (assessor do prefeito).

Fonte: Portal Toda Hora.

Comentários

Comentários