Foto divulgação/Agência Câmara

Os oito deputado federais eleitos no Amazonas na última eleição tomaram posse nesta sexta-feira, 01/02, em Brasília. Os parlamentares representarão o estado na Câmara dos Deputados, nos próximos 4 anos.

Dos parlamentares que tomam posse, dois são novos na política: Capitão Alberto Neto, do PRB, e Delegado Pablo, do PSL – mesmo partido do presidente Jair Bolsonaro (PSL). 

Átila Lins (PP) e Silas Câmara (PRB) são veteranos no legislativo federal. Já José Ricardo (PT), Sidney Leite (PSD) e Bosco Saraiva (SD) saíram da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) para a Câmara Federal.

Todos fizeram o juramento: “Prometo manter, defender e cumprir a Constituição, observar as leis, promover o bem geral do povo brasileiro, sustentar a união, a integridade e a independência do Brasil”. Respondendo à chamada nominal, por estado, cada deputado disse: “Assim o prometo”.

No início da tarde, haverá reunião de líderes de partido na busca de consenso sobre candidatos aos cargos da Mesa Diretora, com base na definição dos blocos parlamentares e na escolha dos cargos a que os blocos têm direito.

Na semana passada, a maioria dos membros da bancada amazonense estiveram reunidos, em Manaus, e selaram apoio à candidatura de Rodrigo Maia à reeleição da presidência da Câmara dos Deputados. Em contrapartida, eles pediram o apoio de Maia em relação à projetos sobre a Zona Franca de Manaus. Não participaram da reunião José Ricardo e Átila Lins. 

Renovação e perfil

O índice de renovação na Câmara na legislatura que se inicia é de 47,37%, segundo a Secretaria Geral da Mesa. Das 513 cadeiras disponíveis na Casa, 243 serão ocupadas por deputados “novos” (de primeiro mandato). Outros 251 parlamentares (49%) foram reeleitos e 19 (4%) já foram deputados em legislaturas anteriores.

Entre os 513 deputados empossados, há 436 homens e 77 mulheres (15% da Câmara). Ao todo, 125 deputados se autodeclaram negros (104 pardos e 21 pretos), o que corresponde a 24,3% do total. Os deputados brancos representam 75% da nova Câmara.

Fonte: Toda Hora

Comentários

Comentários