MANAUS – Neste sábado, 16 de novembro, é comemorado o Dia Nacional dos Ostomizados – pessoas que necessitam de uma bolsa (ostoma) unida cirurgicamente ao corpo para eliminar os dejetos do organismo – e para celebrar a data, a Associação dos Ostomizados do Estado do Amazonas (AOEAM), realizou na manhã da última quinta-feira, 14 de novembro, uma ação social especial.

Com o oferecimento de serviços gratuitos como corte de cabelo, atendimento com assistentes sociais, assessoria jurídica e palestras de conscientização, combate ao preconceito, cenário atual dos ostomizados no estado e divulgação do trabalho da associação através de ações preventivas, o evento, que aconteceu na Paróquia São Pedro Apóstolo, bairro Petrópolis, reuniu cerca de 100* participantes.

A ação contou, ainda, com o apoio de um grupo de estudantes voluntários do sexto período do curso de Produção Publicitária do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (IFAM), que desenvolveu e apresentou a nova identidade visual da AOEAM e realizou a entrega de kits de higienização compostos por álcool em gel e sabonete líquido.

O que são pessoas ostomizadas

A pessoa ostomizada é aquela que foi submetida a uma cirurgia chamada ostomia ou estomia, procedimento que permite a ligação de um órgão interno com a parte externa do corpo, com a finalidade de reter fezes e urina. A cirurgia é realizada quando o paciente desvia o intestino ou bexiga, em função de perfurações no abdômen ocasionadas por acidentes, defeitos congênitos ou doenças, como câncer no reto e bexiga. Após o procedimento cirúrgico, o paciente passa a utilizar uma bolsa coletora na região do abdômen. No Amazonas, cerca de 1.100 pessoas precisam usar a bolsa de colostomia.

Ostomia e qualidade de vida

Sem a ostomia, os casos de muitos pacientes não teriam solução. Por isso, a cirurgia proporciona uma nova oportunidade de viver com mais qualidade. O processo de adaptação inicial é complicado, entretanto, seguindo as recomendações médicas e utilizando bolsas de qualidade, a pessoa pode seguir com a rotina normalmente.

Sobre a AOEAM

Fundada em 13 de fevereiro de 1997, a Associação dos Ostomizados do Estado do Amazonas (AOEAM) é presidida por Mauro Coelho Pereira, paciente ostomizado desde os 16 anos devido a um acidente, e luta pela garantia dos direitos dos ostomizados, considerados deficientes físicos desde o ano de 2004, de acordo com o Decreto número 5.296, passando a usufruir de todas as políticas públicas de acessibilidade para as pessoas com deficiência no país.

Comentários

Comentários