MANAUS – Com o objetivo de chamar atenção para os casos de suicídio, equipes da Defensoria Pública do Estado (DPE-AM), Programa Estadual de Proteção e Orientação ao Consumidor (Procon-AM) e Secretaria de Estado de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (Sejusc) distribuíram abraços entre as pessoas que estavam no Largo de São Sebastião, Centro, na tarde desta quarta-feira (18). A ação fez parte da campanha Abraço em Defesa da Vida.

A ação no Largo integra a programação da Defensoria Pública em referência ao Setembro Amarelo, mês de prevenção ao suicídio. Os abraços serviram de estratégia para “quebrar o gelo” na abordagem à população, com o objetivo de conversar sobre o tema.

Além da fala, defensores públicos e servidores dos órgãos envolvidos na campanha distribuíram folders informativos com orientações sobre como identificar o comportamento suicida e dicas para ajudar pessoas nessa situação.

Para a defensora pública Carolina Carvalho, idealizadora da campanha, a ação serve para que a população reflita sobre como estão as pessoas ao seu redor. “A Defensoria gosta de gente e a prova é essa: preocupados com a questão do suicídio, um problema de saúde pública, nós resolvemos dar o que temos de melhor, que é nosso abraço”, disse a defensora.

“Demos o nosso colo amigo para aquele que precisa, por estar passando por um momento de dificuldade, para aqueles que estão sofrendo com a depressão, ou para as pessoas que perderam um ente querido por suicídio. Precisamos falar mais sobre o suicídio”, destacou Carolina Carvalho. “É importante que os órgãos de acesso à cidadania e todo ser humano possam se sensibilizar com essa causa”, acrescentou Jalil Fraxe, chefe do Procon-AM.

De 2016 a 2019, 424 pessoas se suicidaram em Manaus, segundo dados da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP-AM). Este ano já foram registrados 66 casos na capital. Em 2018, foram 92; em 2017, 88; e em 2016, houve a maior ocorrência dos últimos anos, num total de 178 casos, somente na capital. Segundo essas estatísticas, há um aumento de incidência entre os jovens de até 29 anos.

Em parceria com a Secretaria de Estado de Cultura (SEC), durante a noite da quarta-feira (18/09), o Teatro Amazonas foi iluminado em tom amarelo, em alusão ao Setembro Amarelo.

“O Teatro Amazonas é um dos nossos maiores símbolos culturais, símbolo que representa o Amazonas no mundo inteiro. Trazer o Teatro pra esse contexto, iluminando ele de amarelo, faz com que as pessoas possam se sensibilizar, ter um olhar diferenciado e perceber a amplitude da causa. Que a gente esteja mais próximo das pessoas, com o diálogo, para evitar que essas situações estejam se repetindo”, comentou o titular da SEC, Marcos Apolo Muniz.

Ajuda – O Centro de Valorização da Vida (CVV) realiza apoio emocional e prevenção ao suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo, por telefone, e-mail, chat e voip 24 horas todos os dias.

A ligação para o CVV em parceria com o SUS, por meio do número 188, é gratuita a partir de qualquer linha telefônica fixa ou celular. Também é possível acessar o site www.cvv.org.br para chat, Skype, e-mail e mais informações sobre ligação gratuita.

Comentários

Comentários