Manaus|AM – A Polícia Civil do Amazonas investiga agressão e roubo a uma estudante de 19 anos, durante uma corrida em um carro do aplicativo Uber. O caso ocorreu na na madrugada do último sábado, 28/04, na Avenida Djalma Batista (Conjunto Eldorado), Parque 10, na zona centro-sul da capital.

A vítima identificada como Giovanna Silva Corrêa, foi agredida e roubada por Edson da Silva Massulo Junior, 34. O trajeto da viagem foi do Parque 10 até o Conjunto Eldorado por volta das 02h da madrugada. O veículo, segundo ela, era um Gol na cor vermelho de placa NOZ 8557.

“Eu estava saindo de uma festa de aniversário, pedi o Uber pelo aplicativo, entrei no carro e no final do percusso, chegando no destino o motorista perguntou quanto tinha dado a corrida, eu disse R$ 7, ele ficou furioso e pediu para ver meu celular e ao mostrar, ele puxou meu braço com tudo, tentando tomar o aparelho e começou a me agredir. Eu me joguei do carro para me livrar da morte, ainda fui perseguida por ele, quando acabou, desabei, chorei muito”, disse a Giovanna ao Portal Amazonas News.

O suspeito pegou uma bolsa, óculos de grau, brincos, par de sapatos e uma carteira da vítima que continha dinheiro, documentos e cartões. 

Acusado de agredir e roubar a estudante, o motorista já havia sido denunciado por agressões e ameaças contra outras pessoas.

Veja os boletins de ocorrência (B.O): 

O motorista já foi denunciado no aplicativo. O caso foi registrado no 12º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Nota da Uber

O motorista já foi bloqueado do aplicativo e que caso seja comprovado o crime, ele será banido da plataforma. Além disso, a empresa se colocou à disposição da polícia para auxiliar nas investigações. “Todos os motoristas parceiros cadastrados na Uber passam por uma checagem de antecedentes criminais, nos termos da lei, realizada por empresa especializada. A partir dos documentos fornecidos para registro na plataforma, a empresa consulta informações de diversos bancos de dados oficiais e públicos de todo o País, em busca de registros de crimes que possam ter sido cometidas antes do profissional começar a dirigir utilizando o app. Além disso, o candidato a motorista precisa ter carteira com licença para exercer atividade remunerada – EAR e os carros precisam ser cadastrados com a apresentação de Certidão de Registro e Licenciamento do Veículo do ano corrente”, diz um trecho da nota.

Comentários

Comentários