Fake news and fake newspaper. Horizontal composition with selective focus and copy space.

Manaquiri – A cidade de Manaquiri acordou nesta terça-feira (23/07) com a publicação de uma notícia falsa em um perfil falso no Facebook. O perfil fake que assinava como Kesia Souza publicou uma prova para o Conselho Tutelar da Prefeitura de Uberaba afirmando que se tratava da prova de Manaquiri, que será realizada neste domingo, dia 28 de julho.

Logo pela manhã, os organizadores da prova do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) estiveram no Ministério Público e a Polícia Civil para formalizar denúncia contra o perfil que publicou a Fake News e contra todas as páginas que divulgaram a notícia falsa.

Divulgar Fake News é crime sujeito a pena de dois a oito anos de prisão e mais pagamento de multa que pode chegar a R$ 100 mil. Vale lembrar que quem compartilha a notícia falsa também está cometendo crime e pode sofrer a mesma pena.

FAKE NEWS

A publicação de hoje é um clássico caso de Fake News. O criminoso cria um perfil falso no Facebook, publica uma notícia falsa denegrindo a imagem de terceiros, faz um printscreen da publicação e compartilha com páginas parceiras no Facebook e grupos aleatórios no What’sApp. Pronto: o criminoso propagou uma informação falsa que vai causar danos a terceiros que, muitas vezes, sequer têm como se defender.

No caso de Manaquiri, o alvo foi os servidores do CMDCA, que estão organizando a prova deste domingo. Em nota oficial, o CMDCA explicou que “…já estamos formalizando denúncia junto à Delegacia Civil e ao Ministério Público para apuração de responsabilidade do autor da notícia e as providências cabíveis, dentro da Lei, para que fatos dessa natureza não mais venham a ocorrer”.

Ainda em nota oficial, o CMDCA destaca que “…a página do Facebook já foi apagada, levando-nos a acreditar que se trata de FAKENEWS, com a intensão pura e simples de denegrir a imagem de profissionais que levam seu trabalho dentro da ética profissional e cumprindo as determinações legais que cercam as atividades do CMDCA”.

Comentários

Comentários