Manaus – Uma conversa divulgada com exclusividade pelo telejornal JAM 2ª edição, da Rede Amazônica, mostra que o engenheiro Flávio Santos Rodrigues, avisou no grupo da família no WhatsApp, que dormiria na casa de Alejandro Valeiko, no dia 29 de setembro, dia em que foi morto.

“Avisa pra mamãe que estou na casa de um amigo. Só vou mais tarde pra casa” essa foi a mensagem acompanhada de um áudio.

“Vou ficar por aqui até um pouco mais tarde, hoje não trabalho. Vou quando estiver um pouco melhor, porque tomei umas cervejas. Vou dar uma descansada aqui. Avisa para a mamãe não ficar preocupada”.

Após as mensagens, Flávio ligou para a irmã e avisou que dormiria no condomínio de luxo, minutos antes de ser assassinado. Segundo a família, ele tinha o costume de dormir em casa de amigos.

“A gente não se preocupou quando ele não chegou à noite porque às vezes dormia na casa dos amigos, isso era comum”, afirma sua irmã, em entrevista.

Com informações do G1.

Comentários

Comentários