Foto divulgação

Manaus – O espetáculo de teatro performativo Estrangeiro fará apresentação única dia 25 de Abril às 19h no Teatro Aldemar Bonates, localizado no Centro de Convivência da Família Magdalena Arce Daou, Santo Antônio, s/n. O espetáculo surgiu a partir de uma pesquisa de iniciação científica do discente da Universidade do Estado do Amazonas Paulo Tiago, idealizador do projeto e diretor da peça.

A dramaturgia desenvolvida por Daphne Pompeu com coautoria do coletivo, tem como foco principal a metáfora de “descolar-se do lugar cômodo”, “correr riscos”, “deixar-se viver o imprevisível”, “experienciar novas possibilidades”, porém tudo parte de sentimentos vindouros inicialmente do texto “Um Bonde Chamado Desejo” de Tennessee Willams, a personagem “Blanche DuBois” nos fez refletir sobre sua fuga do Mississipi para Nova Orleans no intuito de refugiar-se na casa de sua irmã Stella. Blanche viveu uma grande desilusão amorosa na juventude e a partir daí sua vida se tornou uma eterna busca de preencher o vazio da solidão, dessa maneira, nos fez refletir sobre sua força e inocência sensual, abrindo então, caminhos para o desenrolar do processo criativo.

Além disso, uma caminhada coletiva pelo centro da capital manauara permitiu os envolvidos no processo a conhecerem histórias reais de seres que vivem a rua, a partir disso, pessoas do cotidiano transformaram-se em dramaturgia, através de relatos, entrevistas, conversas, aproximando a ficção do real. Outras literaturas vieram também para colorir e complementar a dramaturgia do espetáculo, entre os principais autores estão Natalia Borges Polesso, Clarice Lispector, Caio Fernando Abreu e Milton Hatoum.

O espetáculo possui uma equipe vasta de profissionais em desenvolvimento, graduandos de universidades, unidos com o intuito de criar obras de cunho coletivo. Larissa Martins, estudante de Artes Visuais, faz um trabalho sensível na fotografia do espetáculo. Clara Monteiro compôs músicas autorais as quais a mesma canta ao vivo durante o desenvolver da peça. Julia Morinaga, estudante do curso de Dança, coreografou e fez preparação corporal com o elenco ao lado de André Henrines. Sarah Prader desenvolve o visual semiótico a partir das práticas e inquietações vindas dos ensaios. As provocações feitas aos atores ficam por conta de Mia Lima, estudante de psicologia. O elenco é composto pelos estudantes de Teatro Thayná Liartes, Lucas Macedo, Mateus Cardoso, André Henrines e Cesar Britchello. A produção geral fica por conta de Kelly Vanessa, com assistência de Gabriel Gadelha e Assessoria de Imprensa de Iris Brasil.

REALIZAÇÃO:

COLETIVO DE PESQUISA EM ARTES DA CENA – ERVA DANINHA

ONDE:

Teatro Aldemar Bonates no Centro Estadual de Convivência da Família Magdalena Arce Daou, Santo Antônio, Av. Brasil s/n.

QUANDO:

25/04/2019 às 19h,

INGRESSO:

ACESSO GRATUITO, com distribuição de ingresso uma hora antes do espetáculo.

MAIS INFORMAÇÕES

Instagram: @coletivodepesquisa Email: coletivodepesquisaemartes@gmail.com

Comentários

Comentários