O filho da primeira-dama Alejandro Molina Valeiko e o cozinheiro italiano identificado como Vitorino tiveram as prisões temporárias decretadas pela juíza da 2ª Vara do Tribunal do Júri, Ana Paula Braga, na noite desta quinta-feira (3). De acordo com a Polícia, eles são suspeitos do assassinato do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos, na noite de domingo passado (29). As informações são do Portal A Crítica.

Com o mandado de prisão de Alejandro decretada, agora todos os seis envolvidos no caso estão com os mandados de prisão temporária divulgados pela Justiça do Amazonas. No momento, três pessoas estão presas, entre eles Elielton Magno de Menezes, o motorista de aplicativos José Edvandro Martins e o cozinheiro Vitorino.

O delegado Aldeney Gomes, titular do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), informou nesta quinta-feira (3) que já há provas suficientes para incriminar José Edvandro Martins de Souza Júnior e Elielton Magno de Menezes Gomes Júnior pela morte do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos. A vítima foi encontrada morta após participar de uma festa junto a dupla, na casa de Alejandro Molina, filho da primeira-dama de Manaus, Elisabeth Valeiko.

Comentários

Comentários