Foto: Reprodução

Popó abriu o jogo sobre sua relação com o filho, Juan Freitas, que se assumiu gay aos 16 anos.

“Segui o fluxo. Não poderia não aceitar meu filho com a orientação sexual dele. Ele é muito inteligente, passou agora em medicina, nunca deu trabalho nenhum. Então, como é que vou discriminá-lo?”, questionou ele, em entrevista ao Jornal da Cidade, da Rádio Metrópole.

Em seguida, o ex-pugilista revelou o apelido carinhoso pelo qual chama o herdeiro.  “Eu o chamo de viado porque é meu filho e trato como eu quero. Carinhosamente, chamo de ‘meu viadinho’ e aquela coisa toda. Tem muita gente que não gosta”, disse ele. 

Apesar da aceitação, Popó lidou com alguns pré-julgamentos causados pela educação que teve. “Eu sou tão de família tradicional que meu pai achava que ser homem era trocar de mulher. Meu pai tem dezesseis filhos com três mulheres. Eu respeito muito a opção do meu filho e de muita gente. Algumas coisas eu não tolero, como muita gente também não tolera, mas as pessoas estão aprendendo a respeitar mais”, avaliou ele. 

Por fim, Popó brincou sobre os conselhos amorosos que dá ao jovem: “Digo para ele: entre quatro paredes, bote para lascar, senão você vai ser corno”.

As informações são da revista Caras

Comentários

Comentários