A força-tarefa entre Superintendência Estadual de Habitação (Suhab), Secretaria de Estado de Infraestrutura e Região Metropolitana (Seinfra) e Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE) continuará dando mais celeridade aos processos de indenização dos beneficiários do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim). Para efetivar as ações, várias reuniões aconteceram nesta semana para alinhar o plano de trabalho dos profissionais das três instituições. Em 2019, mais de 600 famílias receberam indenizações.

A meta é atender mais de 900 famílias até o próximo mês de março. Essas indenizações são para moradores de áreas localizadas próximo aos Igarapés do Quarenta, Manaus e Mestre Chico, que têm previsão de início de obras de requalificação urbana ainda para este semestre.

Segundo a diretora-presidente da Suhab, Keilla Cunha, em 2019, por determinação do governador Wilson Lima, foi criada essa força-tarefa, que possibilitou que famílias com mais dez anos de espera recebessem o benefício. “Em 2020, estamos empenhados para acelerar mais ainda o cumprimento dessas metas”, afirmou a diretora-presidente.

A equipe de 48 profissionais da força-tarefa em 2020 é formada por assistentes sociais, advogados, engenheiros e assistentes administrativos, que atuam desde o planejamento de obra (definição de área), identificação dos imóveis e abordagem em campo das famílias até o atendimento na Suhab para efetivar o cadastro, com recebimento de documentos e a efetivação contratual da indenização.

As áreas indenizadas receberão parques urbanos e obras viárias que serão executadas pela UGPE com recursos oriundos de financiamentos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Comentários

Comentários