Um guru religioso da Índia afirmou que “perdoa” a mulher que cortou seu órgão genital quando, segundo ela, fugia de um estupro.

O caso ocorreu oito meses atrás. Mas somente agora que Swamy Gangeshananda foi a público para falar sobre o incidente, em Thiruvananthapuram (Índia).

A mulher de 23 anos alega que sofria estupros em série. Um dia, com uma lâmina, ela decidiu reagir.

Ele, ao ser levado sangrando a um hospital, confessou o estupro. Semanas depois, ele mudou a versão. “Se sou culpado, que isto seja provado em tribunal e perante Deus”, afirmou, segundo reportagem do “Metro”. “Não tenho nada contra qualquer pessoa e perdoo quem me atacou”, acrescentou.

Cirurgia

Médicos disseram que a cirurgia para reimplantar o pênis foi bem-sucedida. O órgão ficará totalmente funcional. Com informações do Extra

Comentários

Comentários